Salada Verde

Ambientalistas divulgam carta para indicação de superintendente do Ibama-RS

Grupo apoia a nomeação do analista ambiental Rodrigo Dutra da Silva para assumir comando do Ibama no estado

Milena Giacomini ·
17 de janeiro de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Um grupo de ambientalistas, professores e pesquisadores e servidores públicos do Rio Grande do Sul divulgaram uma carta em apoio ao nome do zootecnista e analista ambiental Rodrigo Dutra da Silva para o cargo de superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no Rio Grande do Sul. Silva é servidor de carreira do Ibama.

“Ele tem um reconhecimento dos servidores públicos do Rio Grande do Sul. Ele tem articulação política com aqueles que tocam os serviços ambientais”, destaca o analista ambiental Pablo Tadeu Pereira da Silva, da Assema (Associação dos Servidores da Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Rio Grande do Sul).

A carta destacou a importância do Ibama no Rio Grande do Sul como um braço do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) na execução das políticas públicas e o quanto ter na Superintendência uma pessoa cujas decisões apoiam-se na Ciência é decisivo para trilharmos o caminho da sustentabilidade bem fundamentada, sem “greenwashing” e politicagens.

O ofício também destacou as qualidades do zootecnista, que tem formação em diversas áreas complementares necessárias à boa gestão baseada no conhecimento e na sensibilidade.

Leia a carta na íntegra. 

É com muita satisfação que nós, pesquisadores ligados a diversas instituições científicas do Rio Grande do Sul, recebemos a notícia de sua nomeação como Ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, trazendo certeza de recuperação e avanços após um período negacionista que prejudicou tanto o Meio Ambiente quanto a Ciência.

Gostaríamos destacar a importância do IBAMA no Rio Grande do Sul como um braço do MMA na execução das políticas públicas e o quanto ter na Superintendência uma pessoa cujas decisões apoiam-se na Ciência é decisivo para trilharmos o caminho da sustentabilidade bem fundamentada, sem “greenwashing” e politicagens.

Evidentemente, isso não basta, é preciso também que o perfil inclua a habilidade de dialogar com a sociedade – universidades, institutos de pesquisa, organizações sociais, lideranças dos diversos setores produtivos – e ter experiência técnica e capacidade de gestão.

Nesse sentido, vemos no zootecnista e analista ambiental do IBAMA, Sr. Rodrigo Dutra da Silva, um nome que agrega essas qualidades e que tem formação em diversas áreas complementares necessárias a boa gestão baseada no conhecimento e na sensibilidade.

Resumindo o currículo em anexo, somou à Zootecnia uma Especialização em Educação Ambiental, outra em Recuperação de Áreas Degradadas e está concluindo o Pós-graduação em Ecologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Sua experiência prática inclui a área de Ciências Agrárias e Ambientais, com ênfase em Ciências Ambientais, atuando principalmente nos temas biodiversidade, Pampa, restauração ecológica e espécies invasoras.

Além disso, acumula experiências de gestão dentro do IBAMA. Atuou na coordenação de ações de fiscalização ambiental no combate ao desmatamento na Amazônia em Mato Grosso e na coordenação geral em Brasília.

Foi coordenador geral de gestão da biodiversidade atuando na coordenação de atividades de autorização do uso sustentável das florestas públicas, controle de espécies exóticas invasoras, autorização de supressão na Mata Atlântica e em atividades de recuperação ambiental em todo território nacional. No RS, instituiu e coordenou operações de fiscalização da supressão dos campos nativos do Pampa e participa das discussões sobre os conceitos de remanescentes campestres, defendendo que os campos nativos, mesmo que pastejados, são remanescentes de vegetação nativa.

Nesse contexto, pedimos a liberdade de levar o nome do Sr. Rodrigo Dutra da Silva para vossa consideração ao cargo de Superintendente do IBAMA no Rio Grande do Sul.

Agradecendo antecipadamente pela atenção, despedem-se cordialmente os que abaixo aderem a essa carta:

Rio Grande do Sul, 16 de janeiro de 2023.

MSc Agr. Alexandre Krob – Instituto Curicaca

Dr. Marco Aurélio Azevedo – Museu de Ciências Naturais, SEMA-RS

Professor Paulo Brack, Dep. de Botânica-UFRGS, membro da coordenação do InGá

Fernando Gertum Becker, Dep. Ecologia, UFRGS

Dra Carla Suertegaray Fontana. Diretora Presidente – Igré: Associação Sócio Ambientalista

Prof. Dr. Gerhard Ernst Overbeck, Departamento de Botânica, Instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Dra. Sandra Cristina Müller, Departamento de Ecologia, instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Dr. Luiz Roberto Malabarba, Departamento de Zoologia, Instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Dr. André Pich Brunes,  Departamento de Plantas Forrageiras e Agrometeorologia, Faculdade de Agronomia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Dr. Carlos Nabinger, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Biól.Dr. Leonardo Marques Urruth, Departamento de Biodiversidade, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul     

Eng. Fl. Dra. Ana Paula Moreira Rovedder,  Departamento de Ciências Florestais, Núcleo de Estudos e Pesquisas em Recuperação de Áreas Degradadas, Universidade Federal de Santa Maria

Zootecnista, Prof. Dr. José Acélio Silveira da Fontoura Júnior, campus Dom Pedrito, Universidade Federal do Pampa 

Biól. Ms. Joana Braun Bassi, Departamento de Biodiversidade, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul

Ênio Egon Sosinski Jr. Engenheiro-agrônomo, doutor em Ecologia, pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Pelotas, RS

Leonardo Paz Deble, Biológo, doutor em Ciências Florestais, Professor associado Unipampa, Campus Dom Pedrito, RS

Elisete Maria de Freitas, Bióloga. Doutora em Botânica. Professora na Universidade do Vale do Taquari – UNIVATES

Demetrio Luis Guadagnin, Departamento de Ecologia, UFRGS

Ricardo Silva Pereira Mello, Dr. em Ecologia, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Rosa Lía Barbieri, bióloga, Dra. em Genética e Biologia Molecular, pesquisadora da Embrapa Clima Temperado, Pelotas, RS

Fernando Luiz Ferreira de Quadros , D. Zootecnia, UFSM

Mateus Raguse Quadros, Biólogo, Mestre em Ecologia e Evolução da Biodiversidade, pesquisador DTI-CNPq

Letícia Rolim Vianna, Eng. Agrônoma, Gestora da APA do Banhado Grande, Departamento de Biodiversidade, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul

Prof. Dr. Márcio Borges Martins, Departamento de Zoologia, Instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Profa. Dra. Laura Verrastro Vinas, Departamento de Zoologia, Instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Jorge A Quillfeldt, Departamento de Biofísica, Instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Dennis Nogarolli M. Patrocínio, Biólogo, Mestre em Desenvolvimento Rural, analista ambiental da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura – SEMA/RS

Biól. Ms. Davi Chemello, Departamento de Biodiversidade, Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul.

Uwe H. Schulz, Dr. em Ciências Naturais, PPGBio Unisinos 

Biól.Ms. Gabriela da Cunha Souza, Departamento de Biodiversidade, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul.

João André Jarenkow, Biólogo, Professor no Departamento de Botânica, Instituto de Biociências, UFRGS

Cristiane Follmann Jurinitz, Bióloga, Professora da Escola de Ciências da Saúde e da Vida da PUCRS

Andreas Kindel, Biólogo, Prof. Depto Ecologia – UFRGS

Gabriele Volkmer, Bióloga, professora do CST Gestão Ambiental do IFSul- CaVG

Ilsi Iob Boldrini, Professora PPG Botânica UFRGS

Dra. Flávia Pereira Tirelli, Docente Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal, Instituto de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Dr. Marcelo Maisonette Duarte, Biólogo, PPG Ambiente e Sustentabilidade, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Unidade Hortênsias

Dra. Adriana Carla Dias Trevisan, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Ecos do Pampa, PPG Ambiente e Sustentabilidade

Prof. Dr. Paulo Henrique Ott, Biólogo, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, Unidade Litoral Norte, Osório, RS.

Professor Antônio Leite Ruas Neto, UERGS. DOUTOR em Biociencias, Biólogo. Veterinário.

Professora Sandra Maria Hartz – Diretora do Centro de Ecologia/IB/UFRGS

Heinrich Hasenack, Geógrafo, professor do Departamento de Ecologia, Instituto de Biociências, UFRGS. 

Prof. Dr. Valério De Patta Pillar, Departamento de Ecologia e Centro de Ecologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Coordenador da Rede Campos Sulinos

  • Milena Giacomini

    Jornalista formada pela PUCRS, é responsável pela produção de conteúdo e gestão das redes sociais do ((o))eco.

Leia também

Notícias
17 de janeiro de 2023

Marina inicia mudanças na composição do IBAMA nos estados

Ministra trocou o comando dos chefes de mais de 20 superintendências do órgão; substitutos ainda são provisórios

Notícias
14 de dezembro de 2022

Vegetação nativa cobria menos da metade do Pampa Sul-Americano até 2021

Em 37 anos, Brasil teve a maior perda proporcional de vegetação campestre do bioma, aponta levantamento do MapBiomas. Expansão de áreas agrícolas é principal vetor de transformação

Notícias
14 de outubro de 2022

Pampa perdeu 3,4 milhões de hectares de vegetação nativa em 35 anos

Área é quase do tamanho da Suíça. Remanescentes ocupam apenas 43,2% de todo bioma, mostra estudo do MapBiomas lançado na quinta-feira (13)

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta