Salada Verde

Construção de Porto em Pontal do Paraná ameaça recuperação do papagaio-de-cara-roxa

Complexo industrial, que inclui um porto privado em frente à Ilha do Mel, impactará habitat de ave endêmica que saiu da lista vermelha de espécies ameaçadas

Sabrina Rodrigues ·
7 de agosto de 2019 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
São três décadas dedicadas à recuperação do papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis). Foto: Zig Koch.

Um trabalho conjunto que envolve a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) e a população tem recuperado o papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis) ao longo de 30 anos. No entanto, a construção de um complexo industrial – que inclui um porto privado localizado em frente à Ilha do Mel, no município de Paranaguá (PR) –, poderá colocar todo trabalho de conservação a perder e empurrar a espécie novamente para a extinção. 

Em 2014, o Ministério do Meio Ambiente alterou a classificação do papagaio-de-cara-roxa na lista brasileira de espécies ameaçadas para “quase ameaçada”. Em 2018, foi a vez da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, em Inglês) mudar a categoria da espécie de Vulnerável para quase ameaçada de extinção.  

Trabalho de recuperação

Nestas três décadas, o trabalho para a conservação da população da Amazona brasiliensis compreendeu a recuperação de ninhos naturais observando-se quais as áreas mais utilizadas pela espécie para dormitório. Os pesquisadores observaram que a partir de 2011, dois dormitórios localizados no município de Paranaguá que abrange a Ilha do Mel e a Ilha da Cotinga, começaram a abrigar um número maior de papagaios, chegando a 4 mil indivíduos em 2018 e 3.500 em 2019. A maioria dos papagaios-de-cara-roxa deslocam-se ao longo do dia para as planícies litorâneas de Pontal do Paraná e região do Guaraguaçu (em Paranaguá) em busca de alimento. 

“[A espécie] está como “quase ameaçada” devido a dependência de ninhos artificiais para reprodução”, analisa Elenise Sipinski, oordenadora do censo que contabiliza a espécie.

Segundo Sipinski, o porto em Pontal do Paraná ficaria a menos de três quilômetros da Ilha do Mel, que é um Patrimônio da Humanidade reconhecido pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura). E para que o complexo industrial possa ser construído, quatro milhões de metros quadrados de Mata Atlântica deverão ser derrubados, comprometendo diretamente o habitat do papagaio-de-cara-roxa.

“Ao longo de quase 30 anos, muitos esforços foram feitos para a recuperação do papagaio-de-cara-roxa. Um trabalho que contou com um exército de profissionais, voluntários e moradores do litoral que diariamente, no período reprodutivo do papagaio, visitavam, cuidavam dos ninhos e realizavam inúmeras atividades educativas para que todos soubessem que essa espécie precisava da ajuda de cada um – morador e turista – para se manter na natureza”, disse.

Foto: Zig Koch.
Foto: Zig Koch.

 

 

Leia Também

No litoral paranaense, população de papagaios-de-cara-roxa é de 7 mil indivíduos

Mesmo ameaçado, população do papagaio-de-cara-roxa resiste

Papagaio da cara roxa, uma espécie resgatada

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Colunas
22 de dezembro de 2014

Papagaio da cara roxa, uma espécie resgatada

Esforço de instituições e reservas privadas com a gestão de unidades de conservação públicas salvou esta ave endêmica da Mata Atântica.

Notícias
2 de julho de 2014

Mesmo ameaçado, população do papagaio-de-cara-roxa resiste

SPVS contabilizou mais de 7 mil indivíduos entre os litorais de São Paulo e Santa Catarina. Ameaçada de extinção, espécie se mantêm estável

Salada Verde
9 de julho de 2019

No litoral paranaense, população de papagaios-de-cara-roxa é de 7 mil indivíduos

Dados do Censo realizado pela SPVS mostram que espécie se mantém estável no local. Turismo de natureza ajuda na proteção da ave, que saiu recentemente da lista de espécies ameaçadas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta