Salada Verde

ICMBio abre consulta pública para avaliar o crustáceo Eglas

O objetivo é analisar o grupo de crustáceos sob maior risco de extinção no Brasil e no mundo. Contribuições podem ser enviadas até o dia 12 de setembro

Sabrina Rodrigues ·
20 de agosto de 2019 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Aegla strinatii. Foto: Sergio S. da Rocha.

O Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Sudoeste e Sul (Cepsul/ICMBio) abriu consulta pública para avaliação dos crustáceos eglídeos (Aegla strinatii). Os interessados têm até o dia 12 de setembro para enviar as contribuições exclusivamente pelo Sistema de Avaliação do Estado da Biodiversidade (SALVE)

A consulta faz parte dos preparativos para a oficina de avaliação que acontecerá em outubro no Cepsul, onde serão avaliadas todas as 50 espécies de crustáceos eglídeos do Brasil. 

*Com informações da Assessoria de Comunicação do ICMBio.

 

Leia Também

ICMBio lança consulta pública para 175 espécies de peixes amazônicos

Governo promove consulta pública para avaliação de peixes marinhos

Centro de Conservação abre consulta pública sobre mamíferos aquáticos

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
17 de abril de 2018

Centro de Conservação abre consulta pública sobre mamíferos aquáticos

Toda comunidade científica e demais interessados têm até o dia 30 de abril para enviar as fichas com informações complementares e importantes de 54 espécies

Salada Verde
4 de abril de 2018

Governo promove consulta pública para avaliação de peixes marinhos

Toda a comunidade científica e demais interessados têm até o dia 10 de maio para preencher e enviar as contribuições sobre 60 espécies de peixes marinhos

Salada Verde
18 de março de 2019

ICMBio lança consulta pública para 175 espécies de peixes amazônicos

Informações sobre os vertebrados da Ordem Siluriformes podem ser enviadas até o dia 28 de março

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta