Salada Verde

Pescadores poderão receber remuneração por lixo recolhido no mar em SP

Iniciativa de Pagamento por Serviços Ambientais da Fundação Florestal de SP prevê remuneração de até R$600 para pescadores artesanais de acordo com quantidade de lixo recolhido

Duda Menegassi ·
6 de abril de 2022
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Pescadores artesanais de arrasto de camarão no estado de São Paulo terão chance de receber pagamento pelo lixo que recolherem do mar. A iniciativa, lançada pela Fundação Florestal nesta quarta-feira (6), faz parte do projeto de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) Mar Sem Lixo. A remuneração, nesta 1ª fase, será destinada para os pescadores que atuam em três Áreas de Proteção Ambiental (APAs) marinhas – Litoral Sul, Litoral Centro e Litoral Norte – nos municípios de Cananeia, Itanhaém e Ubatuba. A expectativa é posteriormente expandir o projeto para outros municípios do litoral paulista.

Os pescadores interessados devem se cadastrar até o dia 5 de maio nas sedes das APAs (saiba mais em como fazer o cadastro aqui). A iniciativa prevê pagamentos via cartão-alimentação de até R$600,00. O valor repassado dependerá do volume de lixo recolhido mensalmente pelos pescadores. Serão disponibilizados Pontos de Recebimento de Resíduos Retirados do Mar para receber o lixo. 

Além do pagamento por serviços ambientais, o projeto é composto por outras três vertentes: educação ambiental e comunicação; monitoramento, avaliação e pesquisa; e parcerias para sustentabilidade e ampliação do projeto.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Salada Verde
25 de março de 2022

Mantovani assume a presidência da Fundação Florestal em SP

O ambientalista entra no lugar do professor Gerd Sparovek, que chefiava o órgão desde setembro de 2017

Reportagens
8 de fevereiro de 2022

Protegendo as muitas faces dos manguezais brasileiros

Os manguezais são ecossistemas diversos não apenas quando encarados por uma óptica ecológica. A partir do microcosmo de projetos de conservação de manguezais em São Sebastião (SP), pode-se vislumbrar parte desta imensidão

Salada Verde
28 de março de 2022

Campanha “Pacto 2050”, contra o lixo no mar, busca apoiadores

Alinhado ao tratado internacional da ONU de redução de plástico, projeto lança campanha de limpeza de praia e busca adesão de empresários e ONGs

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta