Salada Verde

Plano de Manejo de RPPN é tema de oficina no Rio 

Capacitação por videoconferência será feita pelo INEA no próximo dia 5 de agosto. Das 91 RPPNs localizadas no Rio, apenas 6 possuem plano de manejo

Daniele Bragança ·
3 de agosto de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Foto: Vicente Bastos.

A criação de plano de manejo de uma unidade de conservação, mesmo as privadas, é obrigatório. É ele que vai estabelecer o zoneamento, quais áreas serão mais restritivas, menos restritivas e que tipo de gestão a unidade terá. Infelizmente, no estado do Rio de Janeiro, apenas 6 das 91 Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) reconhecidas pelo Estado possuem o plano. Pensando nisso, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) promoverá, na próxima quarta-feira (05), uma oficina de capacitação para elaboração de plano de manejo. O curso será realizado às 14h por videoconferência e para participar é necessário acessar o link do YouTube do INEA.

A oficina será realizada em duas etapas: a primeira será transmitida pelo Youtube, onde serão apresentadas as orientações gerais para a elaboração do plano de manejo. A segunda fase será transmitida pela plataforma Google meet, onde os participantes poderão esclarecer dúvidas e trocar informações. (Daniele Bragança)

 

Leia Também 

É hora de repensar o Plano de Manejo

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
18 de abril de 2017

É hora de repensar o Plano de Manejo

Ana D'Amico, do Instituto Chico Mendes (ICMBio), fala sobre os caminhos para tornar mais prático o documento que norteia ações dentro de uma unidade de conservação

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Notícias
3 de dezembro de 2021

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta