Salada Verde

Salles defendeu “ampliar debate” sobre mineração terras indígenas

Ministro sobrevoou área de garimpos e pousou em Jacareacanga, no Pará, onde se encontrou com garimpeiros e indígenas mundurukus, que pediram o fim das operações na região 

Daniele Bragança ·
5 de agosto de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Após sobrevoar áreas de garimpo a bordo de uma avião da Força Aérea Brasileira (FAB), o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, foi alvo de um protesto contra operações do Ibama e militares na região, liderada por garimpeiros em Jacareacanga, no Pará. Os garimpeiros estavam aguardando o ministro no aeroporto do município, segurando faixas contra a operação. Não se sabe como eles souberam da chegada do ministro à cidade.  

Após ouvir reclamações de um garimpeiro Munduruku, que reivindicava o fim das operações na região, Salles saiu em defesa da  regulamentação a atividade de garimpo em terras indígenas. Veja: 

 

*Por Daniele Bragança

 

Leia Também 

Mineração em terras indígenas: a proposta do governo Bolsonaro em 10 perguntas e respostas

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
9 de fevereiro de 2020

Mineração em terras indígenas: a proposta do governo Bolsonaro em 10 perguntas e respostas

Projeto de Lei assinado na última quarta-feira era promessa de campanha de Bolsonaro. Vários setores da sociedade já manifestaram repúdio e partidos se articulam para barrar a proposta no Congresso

Notícias
20 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

Somente em setembro foram destruídos 1.224 km² de floresta, área equivalente a mais de 4 mil campos de futebol por dia. Números sãos os maiores em 10 anos

Salada Verde
20 de outubro de 2021

Em comemoração de seus 10 anos, Onçafari lança concurso de fotografia

Fotógrafos profissionais e amadores podem se inscrever até o dia 14 de novembro. Vencedores terão a oportunidade de fotografar a fauna e flora existentes na sede da Onçafari, no Pantanal

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta