Salada Verde

Vídeo espalha fake news sobre caso dos brigadistas em Alter do Chão

O vídeo edita trechos de entrevistas antigas sobre caso dos brigadistas paraenses presos sem provas e alega que a WWF teria financiado o incêndio criminoso no Pará. É falso!

Duda Menegassi ·
2 de fevereiro de 2021 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Mesmo depois da Polícia Federal já ter descartado a participação de brigadistas do município paraense de Alter do Chão em incêndios na Amazônia, e dos brigadistas — presos sem provas — terem sido liberados pela Justiça, um vídeo tem circulado recentemente e disseminado informações falsas sobre o caso. O vídeo, editado com trechos de entrevistas antigas com membros da Polícia Civil, dá a entender de que os brigadistas ainda estão sendo investigados pelo crime e de que a ONG internacional WWF financiou o crime ambiental, com apoio do ator hollywoodiano Leonardo DiCaprio. A postagem mentirosa diz ainda “Bolsonaro estava certo”.

Em novembro de 2019, quatro voluntários da Brigada de Alter foram presos preventivamente, apesar da ausência de provas, pela Polícia Civil do Pará por incêndio criminoso na Área de Proteção Ambiental de Alter do Chão. No dia seguinte, eles foram soltos por determinação da justiça. O caso foi investigado pela Polícia Federal que, em agosto de 2020, concluiu sua investigação e descartou o envolvimento dos brigadistas, orientando o arquivamento do inquérito.

A WWF-Brasil se pronunciou oficialmente sobre a nova onda de fake news e esclareceu que atua no combate ao fogo e defesa das áreas protegidas e que “recursos recebidos numa rede de solidariedade global foram repassados a organizações locais”. A ONG afirma que firmou parcerias com 23 organizações da sociedade civil, entre elas, esteve o contrato de Parceria Técnico-Financeira com o Instituto Aquífero Alter do Chão, no valor de R$ 70.654,36, para aquisição de equipamentos como drone, GPS, rastelos e enxadas – contrato que foi encerrado em março de 2020 tendo a prestação de contas sido entregue e aprovada. “Mais uma vez: o WWF-Brasil não comprou fotos dos brigadistas e nem recebeu doação do ator Leonardo DiCaprio”, esclarece a organização.

 

Leia também

Polícia Federal descarta participação de brigadistas de Alter do Chão nos incêndios da Amazônia

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Reportagens
27 de agosto de 2020

Polícia Federal descarta participação de brigadistas de Alter do Chão nos incêndios da Amazônia

Após quatro meses de investigações, agentes não encontram culpados e pedem arquivamento do caso ao Ministério Público Federal

Notícias
25 de novembro de 2022

Isso virou “troco” para nós, diz governador de Mato Grosso sobre programa REDD

Segundo Mauro Mendes, “migalhas” repassadas por países ricos não recompensam, de forma justa, os serviços ambientais prestados pelo Brasil

Notícias
25 de novembro de 2022

São Paulo terá super secretaria de meio ambiente, infraestrutura, transportes e logística

A equipe de transição ligada à pasta também tem forte influência de Gilberto Kassab, que será secretário de Governo de Estado

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta