Análises

Quem saiu do governo foi o símbolo II

Redação ((o))eco ·
16 de maio de 2008 · 14 anos atrás

De Fernando Cesar Mesquita

Marcos: respeito a senadora Marina por sua história de vida mas nunca como ministra do Meio Ambiente. Como autor do projeto de criação do Ibama e com acompanhamento permanente do problema ambiental, posso dizer que está havendo grande equívoco na avaliação do trabalho de Marina no MMA. Na verdade, ela é ótima de discurso, mas na prática, nunca administrou com a necessária competência. Qualquer servidor do Ibama sabe que a má gestão caracterizou a passagem da ministra pela pasta ambiental. Desde que se criou o famigerado Instituto Chico Mendes todos sabiam que o caos aumentaria na gestão ambiental, e tive a oportunidade de afirmar isso em artigo que escrevi para o O Estado de S. Paulo, sob o título caos e retrocesso. Outra coisa: as licenças demoram porque os técnicos competentes sumiram dos quadros do Ibama. Agora existem os ” analistas ambietais ” pouco qualificados para opinar sobre questões complexas. Acredito que o Minc fará um bom trabalho se se livrar das ongs que dominam o MMA. Parabéns pelos seu artigo.

Leia também

Reportagens
17 de maio de 2022

Amazônia tem mais de 425 mil famílias sem energia elétrica

Brasil avança na universalização da energia, mas população de áreas remotas da Amazônia ainda demandam acesso à eletricidade. Pandemia atrasou cronograma

Notícias
17 de maio de 2022

Para beneficiar pecuária, Acre reduz em até 80% imposto sobre comercialização de gado

ICMS a ser pago por pecuaristas acreanos cai de 12% para 2,4% na venda para alguns estados. Medida pode resultar em mais desmatamento, diz pesquisadora

Análises
17 de maio de 2022

Oportunidades e desafios para a implementação do Código Florestal brasileiro

A lentidão na implementação do Código Florestal representa o desperdício de uma valiosa oportunidade de transformar o uso da terra no Brasil

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta