Análises

Parece mais fácil lidar com onça

Daniel Silveira ·
30 de julho de 2008 · 13 anos atrás

De Daniel SilveiraUm amante da natureza e seu admirador. Prezado Jornalista,Li, com o habitual interesse, sua interessante e colorida crônica sobre as desventuras do naturalista Peter Crawshaw, na busca de fazer valer os seus direitos em face dessas ‘feras’ chamadas seguradoras. Na área em que atuo, por inúmeras vezes defrontei-me com casos que me convenceram de que, salvo raríssimas exceções, só conhecemos verdadeiramente essas empresas quando delas precisamos.O Sr. Crawshaw, evidentemente, não está sozinho na sua luta: há centenas senão milhares de pessoas no país que brigam na justiça pois, após pagarem ciosamente, durante anos, pelo seguro, descobrem, desditosamente, ao necessitar da cobertura, que foram vítimas de um clamoroso engano, representado, no mais das vezes, por cláusulas ‘abertas’, em favor das seguradoras, a que injustamente se dá o nome de ‘leoninas’ (pobres felinos….).De todo modo, creio que seu artigo, relatando o problema, talvez auxilie o Sr. Crawshaw nessa justíssima briga.Registro meus parabéns ao seu lúcido jornalismo.PS: seu artigo foi publicado ao lado da sugestiva fotografia de macacos, que ‘invadem’  uma cidade, à cata de comida. Os indefesos símios assim agem, evidentemente, forçados pelo crescente desmatamento que lhes rouba impiedosamente o pouco que ainda lhes resta do seu habitat, dado por Deus. Isso vem a confirmar aquilo que penso acerca do ser humano, na sua insana e cega busca pelo ‘progresso’: é uma das piores espécies animais da terra, pois é a única delas capaz de destruir todas as outras. Se pudéssemos reunir todas as espécies, numa grande convenção e lhes déssemos a prerrogativa de votar para decidir qual delas deveria ser banida do planeta, pelo bem da vida, advinhe quem seria a escolhida??

Leia também

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Notícias
3 de dezembro de 2021

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta

Reportagens
3 de dezembro de 2021

Novo Código de Mineração propõe aprovação automática de milhares de processos parados na ANM

Proposta pode afetar mais de 90 mil requerimentos que aguardam aprovações técnicas e ambientais; medida ainda interfere na criação de unidades de conservação e dificulta demarcação de terras indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta