Fotografia

Registro nas margens do rio Solimões

Coari registra os maiores índices de crescimento demográfico do Amazonas, ocasionado pela construção de gasoduto.

AC Junior ·
17 de dezembro de 2010 · 12 anos atrás

O desenvolvimento das cidades na Amazônia nos últimos anos traz o paradoxo do crescimento com a sustentabilidade desse grande bioma do mundo.

Encravada no meio da floresta amazônica, a cidade de Coari registra os maiores índices de crescimento demográfico do estado do Amazonas na ultima década, ocasionado pela construção do gasoduto Urucum/Manaus.

Este ensaio mostra a degradação ambiental provocado pelo crescimento desordenado da cidade em contraposição a vida na floresta e a condição social dos moradores das margens do rio Solimões, os ribeirinhos.

AC Junior nasceu no Rio de Janeiro em 1967. É repórter fotográfico desde 1992 e colaborou com diversas publicações nacionais e internacionais .Sempre desenvolveu uma documentação autoral sobre as questões ambientais e culturais do povo brasileiro. Foi um dos fundadores da Agencia FotoinCena em 1995 participando de diversas exposições.

Leia também

Salada Verde
16 de agosto de 2022

Brasil volta às urnas sem a opção de “candidatura verde” em 2022

A lacuna de candidaturas ligadas às propostas ambientais ocorre mesmo com a pauta do meio ambiente sendo uma das mais debatidas pela sociedade

Notícias
16 de agosto de 2022

Alvo de imbróglio jurídico, Parque Cristalino II perde quase 900 hectares em queimada ilegal

Ainda não é possível dizer se incêndio foi intencional, mas organizações alertam para “coincidência” entre fato e decisão da justiça pela extinção da unidade

Reportagens
16 de agosto de 2022

Plantio indiscriminado de árvores descaracteriza savanas em vez de restaurá-las, alertam cientistas

Em edição especial da revista Science, pesquisadores argumentam que a recuperação de áreas degradadas de Savana requer soluções mais complexas, e que considerem as especificidades do bioma

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta