Fotografia

Registro nas margens do rio Solimões

Coari registra os maiores índices de crescimento demográfico do Amazonas, ocasionado pela construção de gasoduto.

AC Junior ·
17 de dezembro de 2010 · 11 anos atrás

O desenvolvimento das cidades na Amazônia nos últimos anos traz o paradoxo do crescimento com a sustentabilidade desse grande bioma do mundo.

Encravada no meio da floresta amazônica, a cidade de Coari registra os maiores índices de crescimento demográfico do estado do Amazonas na ultima década, ocasionado pela construção do gasoduto Urucum/Manaus.

Este ensaio mostra a degradação ambiental provocado pelo crescimento desordenado da cidade em contraposição a vida na floresta e a condição social dos moradores das margens do rio Solimões, os ribeirinhos.

AC Junior nasceu no Rio de Janeiro em 1967. É repórter fotográfico desde 1992 e colaborou com diversas publicações nacionais e internacionais .Sempre desenvolveu uma documentação autoral sobre as questões ambientais e culturais do povo brasileiro. Foi um dos fundadores da Agencia FotoinCena em 1995 participando de diversas exposições.

Leia também

Análises
27 de janeiro de 2022

Um lugar para as onças da Mata Atlântica na Década da Restauração

A Mata Atlântica é um pacote completo, com onças e tudo; é preciso urgentemente nos conscientizarmos que uma floresta sem bichos não tem futuro

Colunas
26 de janeiro de 2022

O que você levaria se tivesse que abandonar sua casa em 1 minuto?

Migração forçada por causa de fatores climáticos serão cada vez mais frequentes e atingirão mais pessoas. É preciso focar em políticas públicas para mitigar seus impactos

Reportagens
26 de janeiro de 2022

Especialistas criticam medidas de curto prazo adotadas contra a estiagem no Rio Grande do Sul

Governo estadual e representantes do agronegócio pedem recursos para cobertura de prejuízos, abertura acelerada de poços artesianos e até barramentos em áreas de preservação permanente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta