Notícias

Energia renovável descentralizada

Los Angeles vai passar a incentivar a produção de energia solar com um programa que compra das residências e negócios toda a produção que esses se disponham a vender.

Redação ((o))eco ·
17 de março de 2010 · 12 anos atrás

Inspirado no trabalho do Luskin Center for Innovation, da UCLA, Los Angeles está prestes a implementar um programa de feed-in tariff. Ele permitirá que residências, comércio e indústria vendam energia renovável, em geral solar, para as próprias fornecedoras tradicionais de energia. No esquema proposto, as tarifas de energia elétrica comum aumentarão 2,7 centavos de dólar por kilowatt/hora, o que servirá para financiar melhorias na eficiência energética e pagar pelo programa de feed-in. Aqueles que venderem energia para o grid receberão garantia de um preço que cubra os custos e garanta uma razoável margem de lucro. O objetivo é incentivar a pequena produção, aproveitando telhados, estacionamentos e a cobertura de prédios para produzir energia solar. Os locais que adotaram programas semelhantes expandiram fortemente sua produção de energia renovável. A Alemanha foi a pioneira, mas o sistema já é usado também em outros lugares da Europa, Canadá e, nos EUA, nos estados da Flórida e Vermont.

via Environmental and Urban Economics

Leia também

Notícias
22 de outubro de 2021

“Adote um ninho”: Conheça a campanha para a preservação dos papagaios brasileiros

Campanha busca incentivar a proteção dos papagaios por meio da construção de ninhos artificiais para suprir a falta de cavidades naturais, que estão diminuindo por conta do desmatamento

Análises
22 de outubro de 2021

Por uma nova onda de soluções para a resiliência e a saúde do oceano

Estudo do FMI estima que 8 milhões de toneladas de lixo plástico acabam no mar todos os anos, sendo 80% provenientes do continente. Se não mudarmos esse quadro, o oceano terá mais lixo do que peixes até 2050

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. MARLI ALVES PEREIRA VASCONCELLOS diz:

    Não entendo o porquê esconder o rosto do homem, adulto!! Ele mostrou a cara nas redes sociais!! É preciso identificar criminosos.