Notícias

Público envia informações sobre chuvas

Leitores enviam fotos e relatos sobre as tragédias causadas pelas enchentes e deslizamentos. Ajude também a mapear os impactos.

Redação ((o))eco ·
11 de janeiro de 2011 · 14 anos atrás

((o))eco acaba de lançar uma iniciativa de mapeamento coletivo dos impactos causados nas cidades brasileiras pelas chuvas de 2011. Qualquer pessoa no Brasil pode enviar relatos com fotos e vídeos sobre enchentes, deslizamentos e soterramentos.

Para participar basta entrar no site Brasil-Chuvas 2011 e preencher o formulário, escolhendo no mapa o local do acontecimento. Outra maneira de participar é postar seu relato no twitter utilizando o marcador (hashtag) #chuvas2011. Relatos também podem ser enviados para o email [email protected]

A iniciativa é um segundo mapa coletivo realizado por ((o))eco. Durante os meses de julho, agosto e setembro de 2010, apoiamos a campanha Chega de Queimadas com o lançamento do site http://chegadequeimadas.crowdmap.com/

Mapas coletivos são ferramentas cada vez mais utilizadas para lidar com crises humanitárias e ambientais. Eles ajudam, com a participação do público através de mensagens pela internet e celular, a mapear eventos que muitas vezes não são reportados pela mídia. Além disso podem criar um retrato ampliado e de rápida avaliação de situações de emergência.

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR O SEU RELATO

 

Leia também

Análises
19 de julho de 2024

Transespinhaço: a trilha que está nascendo na única cordilheira do Brasil

Durante 50 dias e 740 quilômetros a pé, testei os caminhos da Transespinhaço em Minas Gerais, de olho nos desafios e oportunidades para esta jovem trilha de longo curso

Notícias
19 de julho de 2024

Indústria da carne age para distrair, atrasar e inviabilizar ação climática, diz relatório

Trabalho de organização europeia analisou 22 das maiores empresas de carne e laticínios em quatro continentes

Salada Verde
19 de julho de 2024

Amazônia é mais destruída pelo consumo nacional do que pelas exportações

Consumo e economias das grandes cidades do centro-sul são o principal acelerador do desmatamento da floresta equatorial

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.