Notícias

Público envia informações sobre chuvas

Leitores enviam fotos e relatos sobre as tragédias causadas pelas enchentes e deslizamentos. Ajude também a mapear os impactos.

Redação ((o))eco ·
11 de janeiro de 2011 · 11 anos atrás

((o))eco acaba de lançar uma iniciativa de mapeamento coletivo dos impactos causados nas cidades brasileiras pelas chuvas de 2011. Qualquer pessoa no Brasil pode enviar relatos com fotos e vídeos sobre enchentes, deslizamentos e soterramentos.

Para participar basta entrar no site Brasil-Chuvas 2011 e preencher o formulário, escolhendo no mapa o local do acontecimento. Outra maneira de participar é postar seu relato no twitter utilizando o marcador (hashtag) #chuvas2011. Relatos também podem ser enviados para o email [email protected]

A iniciativa é um segundo mapa coletivo realizado por ((o))eco. Durante os meses de julho, agosto e setembro de 2010, apoiamos a campanha Chega de Queimadas com o lançamento do site http://chegadequeimadas.crowdmap.com/

Mapas coletivos são ferramentas cada vez mais utilizadas para lidar com crises humanitárias e ambientais. Eles ajudam, com a participação do público através de mensagens pela internet e celular, a mapear eventos que muitas vezes não são reportados pela mídia. Além disso podem criar um retrato ampliado e de rápida avaliação de situações de emergência.

CLIQUE AQUI PARA ENVIAR O SEU RELATO

 

Leia também

Salada Verde
6 de dezembro de 2021

General Heleno defende garimpo em áreas de fronteira na Amazônia

“Continuaremos a mapear nossas riquezas pelo bem do Brasil e do nosso povo” disse ministro do Gabinete de Segurança Institucional, em resposta à denúncia da Folha de S. Paulo

Notícias
6 de dezembro de 2021

Queimada iniciada em pasto atinge Estação Ecológica de Murici, em Alagoas

Incêndio iniciou na quinta-feira (2) e levou mais de 13 horas para ser contido. Multa para o proprietário da fazenda onde iniciou o fogo foi calculada em 312 mil reais

Reportagens
6 de dezembro de 2021

Troca de gestão na APA de Massambaba tem motivação política, afirmam ambientalistas

Movimento pede a volta da especialista concursada que foi substituída por bombeiro. A APA protege uma área de importância ecológica no litoral fluminense e é pressionada por crimes ambientais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Felipe Silva Lima Queiroz diz:

    Excelente reportagem 👏👏👏 a Márcia é exemplo a ser seguido por outros chefes de UCs e não deveria ter sido retirada do cargo.