Notícias

Impactos das mudanças do clima ganham mapa interativo

Aplicativo online possibilita indicar no mapa-múndi regiões que, baseado em estudos climáticos, sofrem com as mudanças ambientais globais.  

Flávia Moraes ·
8 de julho de 2011 · 11 anos atrás
Mapa-múndi interativo mostra pontos do planeta já impactados pelas alterações do clima. Crédito: UCS
Mapa-múndi interativo mostra pontos do planeta já impactados pelas alterações do clima. Crédito: UCS
Pesquisadores da União dos Cientistas Preocupados (tradução livre de Union of Concerned Scientists) criaram uma ferramenta online e interativa, cuja base é o mapa mundial, para indicar os pontos do planeta nos quais já se observam os impactos das alterações climáticas. O Climate Hot Map, como foi denominado, apresenta os ‘hot spots’ do clima baseados nas últimas pesquisas científicas a fim de ilustrar e localizar o que está acontecendo na Terra.

A ideia da UCS é adicionar novas informações mensalmente, a fim de que a ciência das mudanças climáticas seja trazida para a vida das pessoas. Brenda Ekwurzel, cientista da União, declarou ao site Instituto Carbono Brasil que o mapa deve possibilitar a conecção das ciências do clima ao cotidiano de cada um, o que é mais difícil de fazer através de publicações científicas. Além disso, deve ajudar as pessoas a enxergarem o que está acontecendo no mundo, de forma geral, não só na sua região.

Ao abrir o aplicativo, o internauta pode escolher como vai fazer a sua navegação pelos continentes – mostrados através do Google Earth. Existem cinco categorias distintas para localização das alterações ambientais, que podem ser visualizadas todas juntas ou individualmente: pessoas (saúde, alimentos, uso da água e costas), água doce (extremamente úmido, extremamente seco e gelo terrestre), oceanos (nível do mar, gelo marinho e química dos oceanos), ecossistemas (lagos e rios, terra e água salgada) e temperatura (ar, oceano, água e solo).

Ao clicar sobre um “hot spot” escolhido, o internauta abre uma janela de informações, que indica a localidade e explica qual é o principal impacto que ela sofre e por quais motivos. No entanto, o Climate Hot Map vai além da pesquisa de dados, pois na seção Encontre Soluções (tradução livre de Find Solutions) indica aos participantes como fazer para reduzir as suas emissões de gases de efeito estufa e ajudar na mitigação das mudanças do clima.

{iarelatednews articleid=”25154,25137,24348″}

 

  • Flávia Moraes

    Jornalista, geógrafa e pesquisadora especializada em climatologia.

Leia também

Reportagens
17 de agosto de 2022

Indústria madeireira concentra exploração em apenas 2% das espécies disponíveis na Amazônia

O Brasil comercializou 998 tipos diferentes de madeira provenientes da Amazônia entre 2007 a 2020, mas, apesar desta abundância, a indústria madeireira no país está concentrada na exploração ao esgotamento de apenas 15 a 20 espécies (2%). Isso é o que mostra a mais recente edição do Boletim Timberflow, estudo sobre a cadeia da madeira

Salada Verde
16 de agosto de 2022

Brasil volta às urnas sem a opção de “candidatura verde” em 2022

A lacuna de candidaturas ligadas às propostas ambientais ocorre mesmo com a pauta do meio ambiente sendo uma das mais debatidas pela sociedade

Notícias
16 de agosto de 2022

Alvo de imbróglio jurídico, Parque Cristalino II perde quase 900 hectares em queimada ilegal

Ainda não é possível dizer se incêndio foi intencional, mas organizações alertam para “coincidência” entre fato e decisão da justiça pela extinção da unidade

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta