Notícias

Brigadistas brasileiros combatem fogo no Chile

Em uma das piores temporadas de incêndios florestais no Chile, profissionais do Ibama foram chamados para ajudar o governo chileno. Veja imagem de satélite e mapa interativo com dados dos focos de calor.

Gustavo Faleiros ·
19 de janeiro de 2012 · 12 anos atrás
Imagem do satélite Aqua, da NASA, feita no dia 02 de janeiro sobre a região central do Chile perto das cidades de Concepción e Chillán (fonte: Earth Observatory, NASA)
Imagem do satélite Aqua, da NASA, feita no dia 02 de janeiro sobre a região central do Chile perto das cidades de Concepción e Chillán (fonte: Earth Observatory, NASA)
Nas fotos abaixo: brigadistas do Prevfogo-Ibama chegam à área ameaçada pelo fogo, que queima vegetação altamente carburante ( à dir.) Fonte: Ibama

Mapa interativo com focos de calor captados pelo sensor MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) a bordo do satélite Aqua, da NASA, entre os dias 01 e 17 de janeiro. Clique nos ícones de incêndio (vermelhos) para ver dados sobre localização exata, dia e hora, além dos munícipios chilenos afetados


Visualizar Focos de calor no Chile em um mapa maior


  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Notícias
1 de março de 2024

Aprovada por comissão, Política Nacional de Qualidade do Ar vai ao plenário do Senado

Projeto do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) prevê medições de qualidade do ar e limitações para emissão de poluentes; relatório retira prazos para implementação

Salada Verde
1 de março de 2024

Festival Internacional de cinema socioambiental promove ações educativas em escolas

Com o foco em temas voltados para a gestão e uso da água, o evento Planeta.doc começa com uma mostra cinematográfica nesta sexta-feira

Notícias
29 de fevereiro de 2024

Queimadas na Amazônia atingem número recorde em fevereiro

Puxado por Roraima, número de focos de calor registrados pelo INPE no mês é o maior em 25 anos de medições

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.