Notícias

Brigadistas brasileiros combatem fogo no Chile

Em uma das piores temporadas de incêndios florestais no Chile, profissionais do Ibama foram chamados para ajudar o governo chileno. Veja imagem de satélite e mapa interativo com dados dos focos de calor.

Gustavo Faleiros ·
19 de janeiro de 2012 · 13 anos atrás
Imagem do satélite Aqua, da NASA, feita no dia 02 de janeiro sobre a região central do Chile perto das cidades de Concepción e Chillán (fonte: Earth Observatory, NASA)
Imagem do satélite Aqua, da NASA, feita no dia 02 de janeiro sobre a região central do Chile perto das cidades de Concepción e Chillán (fonte: Earth Observatory, NASA)
Nas fotos abaixo: brigadistas do Prevfogo-Ibama chegam à área ameaçada pelo fogo, que queima vegetação altamente carburante ( à dir.) Fonte: Ibama

Mapa interativo com focos de calor captados pelo sensor MODIS (Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer) a bordo do satélite Aqua, da NASA, entre os dias 01 e 17 de janeiro. Clique nos ícones de incêndio (vermelhos) para ver dados sobre localização exata, dia e hora, além dos munícipios chilenos afetados


Visualizar Focos de calor no Chile em um mapa maior


  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Notícias
24 de julho de 2024

Os tubarões-martelo estão de volta ao arquipélago de Alcatrazes!

Pesquisa registra aumento do avistamento de tubarões-martelo no Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes, no litoral norte de São Paulo

Análises
24 de julho de 2024

Portão do Inferno, um risco para o país

Governo de MT sinaliza que aguardará fim do Festival de Inverno para iniciar desmonte de parte do paredão do Parque da Chapada dos Guimarães. ICMBio diz que obra pode inviabilizar funcionamento da UC

Salada Verde
24 de julho de 2024

A gangorra climática das árvores da Mata Atlântica

Pesquisa inédita aponta que as plantas estão subindo ou descendo montanhas em busca de temperaturas mais amenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.