Notícias

Estrelinha ametista: preciosa beleza

O homenageado do ((o))eco esta semana é o estrelinha-ametista, um beija-flor miúdo, mas que causa impacto em quem vê. Foto: Lindolfo Vieira Souto

Duda Menegassi ·
5 de outubro de 2012 · 9 anos atrás
Esta semana ((o))eco homenageia uma pequena ave de grande beleza, o estrelinha-ametista (Calliphlox amethystina). Com um peso de não mais que 3 gramas e cerca de 8,6 centímetros (a fêmea é um pouco menor com 7,5 centímetros), o estrelinha é um beija-flor miúdo, mas que causa impacto em quem vê. Os machos têm cauda bifurcada e garganta vermelha-ametista-brilhante, daí o nome da espécie. Também conhecida como tesourinha, beija-flor-mosca e besourinho-ametista. Suas asas batem numa velocidade incrível de até 80 vezes por segundo.

O estrelinha pode ser encontrado em todo Brasil e em outros países da América do Sul, como Paraguai, Argentina, Venezuela e nas Guianas. Vive em florestas altas, clareiras, caatingas, cerrados, jardins e campos com árvores e leva uma vida solitária. Seu cardápio inclui pequenos insetos e néctar.

No ritual de sedução da fêmea, o macho se exibe com um voo pendular, que vai pra trás e pra frente e produz um zumbido peculiar que chama a atenção de sua pretendente. Põe apenas dois ovos por vez, em pequenos ninhos no alto de árvores na borda da floresta. Não está sob risco de extinção, mas nem por isso deixa de ser uma pedra preciosa. Foto: Lindolfo Vieira Souto

 

 

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação e montanhismo. Escreve para ((o))eco desde 2012. Autora do livr...

Leia também

Salada Verde
15 de outubro de 2021

GLO ambiental não será renovada, anuncia Mourão

A operação acabou nesta sexta-feira (15). Atuação de militares não resultou em diminuição do desmatamento na Amazônia, mesmo com efetivo e orçamento maiores que dos órgãos ambientais

Notícias
15 de outubro de 2021

Justiça do México suspendeu revisão da meta climática, apresentada em 2020

Assim como o Brasil, o México revidou a meta para abaixo do estabelecido no Acordo de Paris. Greenpeace questionou na Justiça a nova NDC e ganhou

Reportagens
15 de outubro de 2021

Com acordo político, 1ª parte da Conferência da ONU sobre Biodiversidade chega ao fim na China

Mais de 100 países assinaram Declaração de Kunming, se comprometendo politicamente a preservar a biodiversidade do planeta

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta