Notícias

Desmatamento e escravidão andam juntos na Amazônia

Casos mais graves de degradação humana e devastação aconteceram nas mesmas áreas na última década. Mapa de resgates permite ver relação.

Daniel Santini ·
22 de janeiro de 2014 · 8 anos atrás

Um novo mapa incluído nesta semana na plataforma Infoamazonia permite visualizar a relação entre degradação humana e devastação do meio ambiente em meio ao avanço das fronteiras agrícolas na Amazônia. A base de dados “trabalho escravo na Amazônia”, disponível para consultas em português, inglês e espanhol, possibilita a visualização dos prinncipais municípios em que foram realizados resgates de trabalhadores realizados pelo Ministério do Trabalho e Emprego de 2003 a 2013. A exploração de trabalho escravo contemporâneo é crime previsto no Artigo 149 do Código Penal brasileiro. A existência de escravidão no país foi reconhecida pelo Governo Federal em 1995, e, desde então, diferentes medidas têm sido tomadas para combater o problema, incluindo a libertação de trabalhadores.

No mapa abaixo, organizado com base nos dados oficiais, é possível observar que o maior número de resgates aconteceu nas áreas com mais alto índice de desmatamento. A visualização também explicita a relação entre a derrubada da floresta e o avanço da pecuária, com a indicação dos frigoríficos na região, presentes nas áreas de maior incidência de escravidão e desmatamento. Clique nos botões “desmatamento” e “frigoríficos” para visualizar como estas bases coincidem com as de libertações. 

 

Mapa de resgates de escravos na Amazônia
recarregue a página ou clique aqui se não conseguir visualizar

 

Cabe destacar que os municípios em que mais resgates aconteceram estão entre os mais afetados pelo avanço da pecuária, conforme é possível observar no mapa abaixo. É o caso de Confresa, no Mato Grosso, onde 1.347 trabalhadores foram libertados, São Félix do Xingu, no Pará, com 750, e Ulianópolis, também no Pará, com 1.290. Não por acaso, Mato Grosso e Pará são os Estados em que se concentram os principais pontos do chamado Arco de Fogo do Desmatamento, fronteira que, como um arco, avança sobre a Amazônia.

 

Regiões com maior número de resgates na Amazônia
recarregue a página ou clique aqui se não conseguir visualizar

 

 

Leia também:
Mato Grosso e Pará, os campeões de desmatamento na Amazônia
Produção de gado no Pará precisa melhorar
42 trabalhadores resgatados no sul do Amazonas

 

 

  • Daniel Santini

    Responsável pela plataforma ((o)) eco Data. Especialista em jornalismo internacional, foi um dos organizadores da expedição c...

Leia também

Notícias
20 de outubro de 2021

Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

Somente em setembro foram destruídos 1.224 km² de floresta, área equivalente a mais de 4 mil campos de futebol por dia. Números sãos os maiores em 10 anos

Salada Verde
20 de outubro de 2021

Em comemoração de seus 10 anos, Onçafari lança concurso de fotografia

Fotógrafos profissionais e amadores podem se inscrever até o dia 14 de novembro. Vencedores terão a oportunidade de fotografar a fauna e flora existentes na sede da Onçafari, no Pantanal

Notícias
20 de outubro de 2021

INPE não tem recursos garantidos para pagamento de água e luz até final do ano

Destinação de R$ 5 milhões pela AEB deu um respiro ao Instituto, mas órgão ainda aguarda verba de outras fontes para honrar despesas de funcionamento até dezembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta