Notícias

Lobo-guará dá uma canja para a câmera

Exemplar do maior canídeo nativo da América do Sul, com sua peculiar pelagem vermelho-dourada foi filmado por uma armadilha fotográfica.

Redação ((o))eco ·
7 de outubro de 2014 · 8 anos atrás

O lobo-guará que passeia neste filme foi flagrado por uma armadilha fotográfica dentro da Reserva Natural Serra do Tombador, localizada em Cavalcante (GO).

Este animal é o maior canídeo nativo da América do Sul: mede até 1m de altura; 1,20 a 1,30m de comprimento do corpo e seu peso pode chegar de 20 e 23 kg. Sua inconfundível pelagem vermelho-dourada, seus membros alongados e caminhar peculiar, podem ser avistados nas áreas de vegetação aberta (campos, cerrados e florestas de cerrado) ao longo de toda a América do Sul Central, desde o nordeste do Brasil até o norte do Uruguai.

Espécie onívora, sua dieta inclui grandes porções de frutas como a “fruta-do-lobo” (Solanum lycocarpum) – para as quais o lobo-guará é o principal dispersor de sementes –, além de pequenos mamíferos, aves, insetos e répteis.

“O fato de visualizarmos essa espécie, que é topo de cadeia alimentar, é resultado do trabalho de conservação que realizamos no local”, diz Marion Letícia, coordenadora de áreas protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, instituição que administra a reserva.

 

 

Leia também
Lobo guará preto é registrado no norte de Minas Gerais
Lobo-guará ganha livro com fotos e histórias
Quando você é amigo do lobo ele vira até cinema
Um dia na Canastra atrás da loba Luna

 

 

 

Leia também

Notícias
10 de agosto de 2022

ALMT adia votação do projeto que libera caça esportiva no Mato Grosso

Autor da proposta, o deputado Gilberto Cattani (PL) quer aumentar a “interação homem e natureza”. As espécies que poderão ser caçadas serão decididas pelo Executivo

Reportagens
10 de agosto de 2022

Complexo ameaça uma das últimas regiões livre de barramentos nas nascentes do Pantanal

Rio Cabaçal é alvo de projeto que prevê a construção de quatro PCHs e duas CGHs. Fragilizada pelo assoreamento, bacia do curso d'água pode sofrer com fortes impactos na qualidade da água

Notícias
9 de agosto de 2022

Marinha suspende bombardeio em ilha no arquipélago de Alcatrazes

Exercício militar havia sido agendado para os dias 16 e 17 de agosto na Ilha Sapata, na zona de amortecimento do Refúgio de Vida Silvestre Alcatrazes, em pleno período reprodutivo das aves

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 2

  1. Ari diz:

    Deus nos livre de o Brasil precisar da marinha para defesa. Uma força armada sem treinamento algum,:enquanto outros países treinam sempre e se preparam para a defesa de seus mares. Assim logo seremos escravos do Maduro.


  2. Miriam de Souza Dantas diz:

    Mas adiar não resolve, a agressão ambiental continua. Por que não fazem em outro lugar desse Brasilzão?