Reportagens

Como os relatórios de clima afetam o futuro do Planeta

Como interpretar os resultados divulgados nos relatórios de mudanças climáticas? Essas mudanças vão afetar a quem, como e quando?

Flávia Moraes ·
23 de outubro de 2013 · 11 anos atrás

O novo relatório do Painel Intergovernamental de Mudanças do Clima (IPCC, na sigla em inglês) foi divulgado no final de setembro após 4 anos de elaboração, e contou com a participação de cerca de 259 cientistas de vários países. Um mês antes, o Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC) já havia publicado Relatório de Avaliação Nacional 1 (RAN1), sobre as consequências das mudanças climáticas no território brasileiro.

Para facilitar a compreensão dos principais pontos desses dois relatórios, ((o))eco conversou com especialistas na área e montou um esquema ilustrado. Confira abaixo:

 

 

Leia Também
Entenda como são feitos os relatórios do IPCC
Principais conclusões do novo relatório sobre mudanças climáticas
Divulgação do Relatório do IPCC: semana decisiva para o clima

 

 

 

  • Flávia Moraes

    Jornalista, geógrafa e pesquisadora especializada em climatologia.

Leia também

Análises
19 de julho de 2024

Transespinhaço: a trilha que está nascendo na única cordilheira do Brasil

Durante 50 dias e 740 quilômetros a pé, testei os caminhos da Transespinhaço em Minas Gerais, de olho nos desafios e oportunidades para esta jovem trilha de longo curso

Notícias
19 de julho de 2024

Indústria da carne age para distrair, atrasar e inviabilizar ação climática, diz relatório

Trabalho de organização europeia analisou 22 das maiores empresas de carne e laticínios em quatro continentes

Salada Verde
19 de julho de 2024

Amazônia é mais destruída pelo consumo nacional do que pelas exportações

Consumo e economias das grandes cidades do centro-sul são o principal acelerador do desmatamento da floresta equatorial

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 1

  1. Bernadede diz:

    É preciso que os que governam levem em conta as projeções feitas pela ciência. Preocupa-nos quando tais assuntos decorrentes da grande experiência e dos estudos não são considerados nas decisões das políticas públicas e do fazer político no dia-a-dia!