Salada Verde

Hábeas primata

Não bastasse o sofrimento da captura e da vida forçada em ambientes estranhos e distantes de seu hábitat natural, os chimpanzés estão agora enredados com a Justiça. Há poucos dias o ministro Herman Benjamin, do Supremo Tribunal de Justiça, interrompeu para análise o julgamento do hábeas corpus das chimpanzés (Pan troglodyte) Lili e Megh, que vivem com o fiel depositário Rubens Forte, em São Paulo. As primatas nasceram no zoológico privado Paraíso Perdido Park, em Fortaleza (CE), fechado pelo Ibama em 2006 pelas más condições de funcionamento. Nesse processo, elas foram transferidas para a propriedade de Forte, agora alvo de processos e recursos judiciais. Uma decisão do Tribunal Regional da 3ª Região havia determinado que os animais fossem retirados do cativeiro e reintroduzidos na natureza, ou seja, na África. O caso segue nas mãos da Justiça, onde alguns magistrados defendem que não cabe a impetração de habeas-corpus em favor de animais, por mais próximos dos humanos que sejam.

Salada Verde ·
12 de setembro de 2008 · 16 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Leia também

Salada Verde
21 de junho de 2024

Postura de Mauro Mendes faz ICV finalizar parceira em projeto ambiental em MT

Organização cita falta de comprometimento do governador com pautas ambientais no estado. Projeto era voltado ao enfrentamento da crise climática

Notícias
21 de junho de 2024

Queimadas explodem em cinco dos seis biomas brasileiros

Número de focos registrados em grande parte do Brasil nos primeiros meses de 2024 está acima da média para o período. Pantanal segue em situação emergencial

Reportagens
21 de junho de 2024

Como um dos últimos redutos da onça-pintada no sul do Brasil deu forma a um romance

Parque do Turvo influenciou a escritora Morgana Kretzmann, que narra o cotidiano de uma guarda-florestal contra caçadores e poderosos

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.