Salada Verde

Hidrelétrica de Teles Pires pode ser embargada

MPF pede que licenciamento de hidrelétrica de Teles Pires seja suspenso. Argumento principal é de que estudos de impacto ambiental não consideram os impactos em toda a bacia

Redação ((o))eco ·
26 de novembro de 2010 · 12 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Vista aérea do rio Teles Pires, na região onde será construída a usina hidrelétrica Teles Pires, em Mato Grosso. Foto: PAC/Flickr/Set 2008.

Está nas mãos da Justiça Federal a suspensão do licenciamento da usina hidrelétrica de Teles Pires, uma das seis barragens que devem ser construídas no rio homônimo, situado entre os estados de Mato Grosso e Pará. O Ministério Público Federal entrou com uma ação civil pública para solicitar a nulidade dos Estudos de Impacto Ambiental (EIA) do empreendimento, principalmente porque ele avalia os impactos isolados do mesmo, e não leva em consideração os problemas ecológicos decorrentes das outras cinco grandes obras. A resolução 01/1986, do Conselho Nacional de Meio Ambiente, exige justamente uma visão abrangente de toda a bacia hidrográfica.

De acordo com os procuradores da República Cláudio Dias, de Santarém, e Felício Pontes, de Belém, os estudos devem ser refeitos em função de falhas “insanáveis”. O problema no licenciamento, porém, não se restringe à visão fragmentada dos riscos à natureza. O MPF, na ação, listou dez falhas no EIA apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Uma delas está no relatório (RIMA) dos estudos, que deve ter linguagem acessível às populações afetadas. Para o TCU, este objetivo ficou longe de ser cumprido, além de, por exemplo, não comparar o custo comparativo do projeto com alternativas tecnológicas.

A expansão do número de hidrelétricas na Amazônia ganhou mais um capítulo em novembro. Neste mês, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) concluiu a Avaliação Ambiental Integrada (AAI) da Bacia do Rio Juruena. Ela complementa os Estudos de Inventário do seu potencial energético. A potência instalada chega a, aproximadamente, 8.500 MW, com investimentos da ordem de 40 bilhões de reais. Esta bacia tem unidades de conservação e se estende pelo Cerrado e Floresta Amazônica.


Visualizar Teles Pires e Juruena em um mapa maior

 

Saiba mais
Outra usina saindo do forno no MT
A vez do Teles Pires
Área protegida pede socorro

Leia também

Notícias
1 de fevereiro de 2023

Carne é responsável por 86% da pegada de carbono na dieta dos brasileiros

Pesquisa estima que consumo de carne também responda por 77% da poluição de corpos d'água associados à produção de alimentos e por 26% do uso da água

Salada Verde
1 de fevereiro de 2023

PV questiona legalidade da norma que permite venda de ouro sem checagem

Dispositivo da lei de 2013 permite compra de ouro baseado na “boa-fé” dos vendedores. Partido questiona constitucionalidade da lei no Supremo

Colunas
1 de fevereiro de 2023

Quem quer ver um cavalo-marinho?

Apesar da sua grande popularidade, ainda existem diversas incógnitas sobre a evolução, história de vida, morfologia e biodiversidade, pois são animais que não recebem tanta atenção

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta