Salada Verde

Secretaria de Ambiente do RJ: Saí Minc, entra Índio da Costa

Com o fim da aliança de 7 anos com o governo do estado, petistas foram exonerados na última semana. Secretaria fica sob o comando do PSD.

Redação ((o))eco ·
3 de fevereiro de 2014 · 8 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

 

Deputado Índio da Costa. Foto: José Cruz / Agência Senado
Deputado Índio da Costa. Foto: José Cruz / Agência Senado

O presidente estadual do PSD, Indio da Costa, é o novo de Secretário do Ambiente do Estado do Rio de Janeiro. O novo secretário assume o lugar ocupado por Carlos Minc, que estava na secretaria desde 2011. A aliança PT-PMDB, que governou o Estado por 7 anos, chegou ao fim após o PT lançar candidato próprio para as eleições para governador este ano.

O PMDB do Rio demostra sua insatisfação com PT — que mantém Lindberg Farias como candidato à vice-governador — ao reforçar a aliança com o PSD, agora no comando de 3 pastas no estado.

Após ser vereador e deputado federal, além de exercer cargos na prefeitura do Rio, Índio da Costa foi candidato a vice-presidencia na chapa de José Serra (PSDB) em 2010, e deve apoiar o tucano Aécio Neves a presidência.

Até o momento, não foram divulgados os nomes que integrarão a equipe na Secretaria do Ambiente (SEA) do estado.

Antecessor

O deputado estadual Carlos Minc assumiu o cargo de secretário de Ambiente pela primeira vez em 2007. Em maio de 2008, ele aceitou o convite do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva para comandar o Ministério do Meio Ambiente. Em janeiro de 2011, Minc retornou para o posto de secretário do ambiente do Rio, onde ficou até a semana passada.

 

 

Leia Também
Minc e o leilão de Parques Nacionais
Promessas de Minc
Era Lula: foi bom para o meio ambiente?

 

 

 

Leia também

Notícias
19 de janeiro de 2022

Com pedido de Wassef, Justiça libera madeira apreendida em operação histórica

O advogado da família Bolsonaro conseguiu a liberação de madeira e bens da empresa MDP Transportes, uma das afetadas pela operação da PF que resultou na maior apreensão de madeira já feita

Salada Verde
18 de janeiro de 2022

Em evento, Bolsonaro comemora redução de 80% das multas do Ibama

“Nós reduzimos em mais de 80% as multagens no campo”, disse o presidente, que creditou ao ex-ministro Salles e à ministra da Agricultura, Teresa Cristina, as boas medidas para o campo

Salada Verde
18 de janeiro de 2022

MPF se pronuncia contra decreto que permite destruição de qualquer caverna

Câmara de Meio Ambiente do Ministério Público Federal (4CCR) diz que norma desrespeita princípios constitucionais. Governo publicou decreto na semana passada

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta