Salada Verde

Governo do Pará autua Hydro Alunorte por novo vazamento

Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade relata desvio no sistema de drenagem de água de chuva que passou por uma área de armazenamento de carvão, sem tratamento

Sabrina Rodrigues ·
19 de março de 2018 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Já são oito ações semelhantes da Semas (entre notificações e auto de infrações), por diferentes motivos, realizados contra a empresa nos últimos 30 dias. Foto: Divulgação/Semas (PA).

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) do Pará realizou um novo auto de infração contra a refinaria Hydro, em Barcarena, na quinta-feira (15). O motivo consiste em um desvio no sistema de drenagem de água pluvial em uma área de armazenamento de carvão e pelo lançamento de rejeitos no rio Pará sem qualquer tipo de tratamento. O valor da multa ainda está sendo calculado pelo departamento jurídico da Semas e serão posteriormente encaminhadas para empresa que terá prazo para defesa.

O Semas alega não se tratar de resíduos ou efluente das bacias, mas mesmo assim precisa passar pelo tratamento, já que a água pode carregar poeira da área da fábrica, onde existe grande circulação de caminhões e operação de maquinário industrial.

Diante da autuação da Semas, por conta do lançamento das águas de chuva sem tratamento, a Hydro Alunorte, do grupo norueguês Norsk Hydro, afirma em nota, que a empresa decidiu fazer uma auditoria interna e que vai iniciar um investimento de aproximadamente R$ 213 milhões de reais, no sistema de tratamento de água da refinaria de alumina Alunorte, em Barcarena (PA).

A respeito do que vem acontecendo, há um mês, no município de Barcarena, a Hydro Alunorte fez um mea culpa, através do seu presidente e CEO, Svein Richard Brandtzaeg: “a Hydro reconhece a preocupação das pessoas em Barcarena com a contaminação da água. As comunidades locais não receberam a informação que merecem e não sentiram confiança em nós. Por isso, eu peço desculpas”, diz Brandtzaeg.  Mas afirma que até agora, nenhum transbordo ou vazamento foi detectado a partir dos depósitos de resíduos sólidos da Alunorte, após as chuvas de fevereiro.

O município de Barcarena foi atingido por fortes chuvas ocorridas nos dias 16 e 17 de fevereiro e no dia seguinte a população percebeu a presença de lama vermelha nas águas em Barcarena (PA). A Hydro Alunorte passou dias negando o fato até o laudo do Instituto Evandro Chagas (IEC) confirmou a contaminação por chumbo e outros metais nas águas do município.

Já são oito ações semelhantes da Semas (entre notificações e auto de infrações), por diferentes motivos, realizados contra a empresa nos últimos 30 dias. Também foram geradas notificações para que a Hydro Norte reduzisse 50% das suas atividades. Além disso, a refinaria foi multada em R$ 20 milhões pelo Ibama.

 

Leia Também

Hydro Alunorte assume que despejou água em rio Pará, mas nega contaminação

Justiça determina que Hydro Alunorte não use depósito de rejeitos

Líder comunitário que denunciava crimes ambientais é morto no Pará

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
13 de março de 2018

Líder comunitário que denunciava crimes ambientais é morto no Pará

Paulo Sérgio Almeida Nascimento, 47 anos, foi morto a tiros do lado de fora da sua residência na madrugada da segunda-feira (12). Assassino ainda não foi identificado

Salada Verde
28 de fevereiro de 2018

Justiça determina que Hydro Alunorte não use depósito de rejeitos

Atendendo a pedido do Ministério Público, juiz de Barcarena determina que refinaria reduza a produção pela metade. Mineradora derramou metais pesados em rio no Pará

Salada Verde
13 de março de 2018

Hydro Alunorte assume que despejou água em rio Pará, mas nega contaminação

Após reconhecer que usou o Canal Velho para liberar água da chuva, refinaria afirma que “não há indícios de impacto ambiental negativo causado pela liberação”

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta