Salada Verde

Ibama avisa que irá apurar a responsabilidade por mortes de animais no Cetas-RJ

Serão abertos cinco processos de apuração de responsabilidade no caso da falta de tratadores que causou a morte de centenas de animais. PF e MPF também investigam o caso

Duda Menegassi ·
25 de fevereiro de 2021
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O presidente do Ibama, Eduardo Bim, visitou o Cetas-RJ pessoalmente nesta terça-feira (23). Foto: Ibama/Divulgação

O contrato dos novos tratadores já foi assinado, mas o caso da morte em massa de animais no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Rio de Janeiro devido à falta dos cuidadores por quase um mês ainda será investigado tanto pelo Ibama, quanto pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal. A apuração tem como objetivo identificar a responsabilidade pela não continuidade dos contratos que garantem o serviço e que pode ser enquadrada como crime ambiental, pois levou diretamente à morte de centenas de animais silvestres. Os contratos do Cetas-RJ são incumbência da Superintendência do Ibama no estado do Rio de Janeiro, chefiada atualmente pelo contra-almirante da Marinha, Alexandre Dias da Cruz.

Em nota enviada ao ((o))eco, a assessoria de comunicação do Ibama esclareceu que os novos tratadores começarão os trabalhos a partir da próxima terça-feira (02/03) e que os contratos de alimentação e segurança seguem em pleno funcionamento. “O Ibama informa ainda que serão abertos cinco processos de apuração de responsabilidade dos incidentes”, diz a nota.

 

Leia também

Pressionado, superintendente do Ibama-RJ assina contratação de tratadores de animais

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Reportagens
23 de fevereiro de 2021

Pressionado, superintendente do Ibama-RJ assina contratação de tratadores de animais

Após a denúncia de morte em massa de animais no Cetas do Rio de Janeiro devido a falta de tratadores por um mês, o superintendente assinou o processo de contratação – que já estava pronto – mas prepara retaliações à equipe

Notícias
14 de janeiro de 2022

Thiago de Mello, conhecido como o “poeta da floresta”, morre aos 95 anos

Poeta e jornalista amazonense cantou em prosa e verso sua luta pela preservação da maior floresta tropical do mundo

Reportagens
14 de janeiro de 2022

Venenos usados na soja seguem prejudicando a produção de frutas no Rio Grande do Sul

Agrotóxicos contra pragas resistentes ao glifosato contaminam e destroem plantios de uvas e outras economias no estado. Questão aguarda decisão judicial há mais de 1 ano

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta