Salada Verde

Ricardo Salles desiste de cerimônia pública em Curitiba após manifestação

Lançamento do Programa Lixão Zero, que estava marcado para acontecer no Centro da cidade, foi transferido para o Palácio Iguaçu, sede do governo do Paraná, às portas fechadas

Sabrina Rodrigues ·
30 de abril de 2019 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Com cartazes, manifestantes estavam a espera do ministro do Meio Ambiente. Foto: Eduardo Matysiak.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, seria a presença ilustre do lançamento do Programa Lixão Zero, que estava marcado para acontecer na manhã desta terça-feira (30), na Boca Maldita, no Centro de Curitiba, Paraná. Mas, a presença de manifestantes portando cartazes com os dizeres “Não ao retrocesso ambiental”, “Salles, Brazil is not for Sale” (Salles, o Brasil não está a venda), fez o ministro mudar de ideia e cancelar a sua participação pública. A cerimônia, então, foi transferida para o palácio do governo, às portas fechadas.

Estava tudo pronto, banda da polícia, autoridades, todos à espera do ministro para a cerimônia de assinatura do Acordo de Cooperação Técnica (ACT) entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), para a elaboração do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (Planares).

Estava tudo pronto para a chegada do ministro do
Meio Ambiente, Ricardo Salles. Foto: Eduardo Matysiak.

O evento estava previsto para acontecer às 10h30, mas depois de uma hora de espera, foi dada a notícia de que o ministro tinha se dirigido diretamente para o Palácio Iguaçu, sede do governo estadual.

Programa Lixão Zero

O Programa Lixão Zero é um projeto de iniciativa do MMA que visa atender à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), com o objetivo de eliminar os lixões existentes no país e dar apoio aos municípios para que encontrem soluções adequadas de destinação final dos resíduos sólidos, como os aterros sanitários.

O programa liberará, até o final do ano, uma quantia de R$ 750 milhões para as prefeituras que criarem centros de coleta seletiva e reciclagem de resíduos sólidos, com previsão de mais R$ bilhões para o ano que vem.

 

Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
Foto: Eduardo Matysiak.
  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Salada Verde
14 de junho de 2024

Palmeiras chama atenção para o desmatamento ilegal em partida do Brasileirão

Em ação com sua fornecedora de material esportivo, o clube jogou sua última partida com dois modelos de camisa: no primeiro tempo, mais verde; no segundo, espaços em branco

Salada Verde
14 de junho de 2024

Filhote de onça-pintada é registrado no Parque Nacional do Iguaçu

Novo filhote, batizado de Yasú, que significa "amor", em Tupi, tem pouco mais de um ano de vida

Análises
14 de junho de 2024

Riscos vão muito além da privatização das praias

A zona costeira está sendo estreitada, aprisionada entre o processo de elevação do nível do mar e de ocupação que impede que a linha de costa se mova para se ajustar à nova realidade imposta pelas mudanças climáticas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 4

  1. Giovannini Silva diz:

    Retrocesso em escala industrial, com a dobradinha Salles x Bolsonaro.


  2. River diz:

    Esse Salles não está com nada!

    De qualquer forma, também, tem de se ficar atento com o poder de Lavagem-cerebral do petismo e do PT.

    E de sua propaganda e publicidade diária e ininterrupta.

    Por quê não falas do PT, hein? É o lado oculto da Lua?

    “Muito engana-me, que eu compro”
    Eis:
    Vive o PT© de clichês publicitários bem elaborados por marqueteiros.
    Nada espontâneo.
    Mas apenas um frio slogan (tal qual “Danoninho© Vale por Um Bifinho”/Ou: “Fiat® Touro: Brutalmente Lindo”). Não tem nada a ver com um projeto de Nação.
    Eis aqui a superficialidade do PETISMO:

    0.“Coração Valente©”
    1.“Pátria Educadora©” [Buá; Buá; Buá].
    2.“Haddad agora é verde-amarelo ®” [rsrsrs].
    3.“A Copa das Copas®”
    4.“Fica Querida©”
    5.“Impeachment Sem Crime é Golpe©” [lol lol lol]
    6.“Foi Golpe®”
    7.“Fora Temer©”
    8.“Ocupa Tudo®”
    9.“Lula Livre®”
    10.“®eleição sem Lula é fraude” [kuá!, kuá!, kuá!].
    11.“O Brasil Feliz de Novo®”
    12.“Lula é Haddad Haddad é Lula®” [kkkk]
    13.“Ele não®”.
    14.“Controle social da mídia” (hi! hi! hi!): desejo do petismo.
    15.“LUZ PARA TODOS©” (KKKKK).
    16. (…e agora…):
    “Ninguém Solta a Mão de Ninguém ©”

    17.
    “SKOL®: a Cerveja que desce RedondO”.

    PT© é vigarista e
    é Ersatz.

    PT Vive de ótimos e CALCULADOS mitos publicitários.
    É o tal de: “me engana que eu compro”.

    Produtos disfarçados, embalagens mascaradas e rótulos mentirosos. PT!


  3. Paulo diz:

    Farquejou, latia muito, mas na hora de manter o que fala, chispou.

    Mais um ministro do meio ambiente fraco.

    A história se repete.


  4. Carlos Magalhães diz:

    Muito certo o ministro. Não tem que se expor. Tem que fazer o que julga certo. Tem que fazer o que o país precisa.

    Os cães latem e a caravana passa.

    E "O ECO" parece que está se tornando um ativista político, tamanha a quantidade de fotos desta matéria, desproporcional ao texto.