Salada Verde

Suspeito de traficar cobras, jovem responsável por Naja é preso

Polícia Civil do Distrito Federal deu início à 4ª fase da Operação Snake com a prisão de Pedro Krambeck, acusado de integrar uma rede de tráfico de animais silvestres

Duda Menegassi ·
29 de julho de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Na manhã desta quarta-feira (29), o jovem Pedro Krambeck, suspeito de envolvimento com o tráfico de animais silvestres, foi preso pela Polícia Civil do Distrito Federal. O caso de Krambeck veio à tona depois que o próprio foi mordido por uma Naja, cobra exótica e peçonhenta, e foi hospitalizado, no início do mês. O incidente ofídico ganhou repercussão pelo fato da serpente ser de origem ilegal e desencadeou a Operação Snake, conduzida pela Polícia Civil e que já apreendeu mais de 20 cobras em situação irregular. A prisão temporária de Pedro corresponde à 4ª fase da operação.

Na 3ª fase, um amigo de Pedro, Gabriel Ribeiro, também foi preso acusado de ocultar provas, obstruir a investigação da Polícia e esconder 16 serpentes em um haras na zona rural de Brasília. (Duda Menegassi)

Leia também

Após “caso Naja”, Polícia recebe denúncia e apreende 16 cobras

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Salada Verde
9 de julho de 2020

Após “caso Naja”, Polícia recebe denúncia e apreende 16 cobras

Suspeita é de que as 16 serpentes encontradas possam estar vinculadas à cobra Naja, capturada nesta quarta-feira após morder estudante que a mantinha em casa de forma ilegal

Notícias
9 de julho de 2020

Naja que mordeu estudante no Distrito Federal é capturada

A cobra, exótica e venenosa, pode ter sido oriunda do tráfico ilegal de animais silvestres e estava em posse de estudante que foi mordido e está hospitalizado

Notícias
19 de janeiro de 2022

Com pedido de Wassef, Justiça libera madeira apreendida em operação histórica

O advogado da família Bolsonaro conseguiu a liberação de madeira e bens da empresa MDP Transportes, uma das afetadas pela operação da PF que resultou na maior apreensão de madeira já feita

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta