Vídeos

Bombas de água eficientes na Jordânia

Sustituição de bombas d’água obsoletas contribui para a redução no consumo de eletricidade e das emissões de gás carbônico.

Michael Altenhenne ·
19 de agosto de 2012 · 9 anos atrás

 

O maior problema da Jordânia é o abastecimento da água, que precisa ser bombeada desde o Vale do Jordão, que fica abaixo do nível do mar, até os consumidores das cidades, localizadas a mais de mil metros de altitude.

A maioria das bombas d’água está obsoleta, o que torna o departamento de águas o grande vilão no consumo de energia do país. Com a instalação de novas bombas, isso deve mudar.

E como a Jordânia usa principalmente combustível fóssil para gerar eletricidade, o projeto também contribui para a redução das emissões de gás carbônico.

Objetivo do projeto: Gestão eficiente dos recursos hídricos

Investimentos: 1,257 milhão de euros

Redução de emissões de CO2: Até 14.800 toneladas por ano

Economia de energia: Pelo menos 25%

Um filme de Michael Altenhenne

Esse conteúdo é publicado em uma parceria de ((o))eco com a Deutsche Welle, emissora pública alemã
 


Leia também

Notícias
1 de dezembro de 2021

Amazônia acumula 73 mil focos de incêndio em 2021, segundo dados do INPE

Há menos de uma semana, Bolsonaro voltou a afirmar que “floresta úmida não pega fogo”. Número de queimadas no Pampa segue em alta

Notícias
1 de dezembro de 2021

Audiência Pública discute projeto de lei que quer municipalizar áreas de preservação em Angra dos Reis

Projeto que altera gestão da APA Tamoios é da deputada Célia Jordão, esposa do prefeito de Angra. Cerca de 40 organizações se manifestaram contrárias ao PL

Reportagens
30 de novembro de 2021

Há 8 anos na Câmara, projeto que cria uma lei para o mar ainda não tem votação à vista

Série de reportagens investiga motivos da longa tramitação do projeto de lei que institui a Política Nacional para Conservação e o Uso Sustentável do Bioma Marinho Brasileiro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta