Colunas

O último dos carnívoros

Além das transformações que culminaram com a era industrial, as alterações da biodiversidade provocadas pelo homem têm papel fundamental no desequilíbrio do fluxo de carbono.

27 de fevereiro de 2008 · 14 anos atrás
  • Frederico Brandini

    Oceanógrafo e líder Avina que participou de várias expedições do Programa Antártico Brasileiro. Trabalhou como Professor do C...

Nesse quadro generalizado de alteração da biodiversidade global, e seus efeitos sobre o clima do planeta, o único carnívoro em expansão e crescimento é o homem. Se todos os demais forem extintos, o que não é improvável, o ser humano vai manter o mesmo ritmo exponencial de crescimento e expansão demográfica com ajuda da tecnologia e da medicina moderna. Reinando soberano e solitário lá do alto da pirâmide alimentar global. Cercado por súditos e escravos paquidérmicos, para servir de alimento. No entanto, será obrigado a conviver com ambientes poluídos, devastação generalizada de biomas marinhos e terrestres e novas doenças do corpo e da mente. É o destino mais provável do último dos carnívoros.

Leia também

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Notícias
3 de dezembro de 2021

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta

Reportagens
3 de dezembro de 2021

Novo Código de Mineração propõe aprovação automática de milhares de processos parados na ANM

Proposta pode afetar mais de 90 mil requerimentos que aguardam aprovações técnicas e ambientais; medida ainda interfere na criação de unidades de conservação e dificulta demarcação de terras indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta