Notícias

Pamukkale, beleza em perigo

Na Turquia, fiquei impressionado com os travertinos de calcário banhados por água morna e cristalina. Mas o turismo descontrolado é uma grande ameaça à sobrevivência deste incrível monumento natural.

Gustavo Faleiros ·
8 de setembro de 2009 · 12 anos atrás

Na Turquia, a uns 800 km ao sul de Istambul, existe um dos mais incríveis (e famosos) monumentos naturais do planeta: os travertinos de Pamukkale. É um paredão de rochas calcárias totalmente brancas (quer dizer , que costumavam ser) por onde escorrem cascatas de água tépida que brotam no topo do rochedo. Ali, ao redor das nascentes, já se concentravam os Romanos, que instalaram no planalto a cidade de Hierapólis, com termas, teatro e uma população de 10 mil pessoas.

Pamukkale é um dos principais destinos turísticos da Turquia, por isso mesmo o local sofre uma pressão tremenda. Até os anos 90, o acesso às piscinas naturais era liberado, o que causou o enegrecimento de algumas partes do rochedo e também atrapalhou a deposição do calcário para a formação de novos travertinos.

O governo de Denizli, onde está situado Pamukkale, proibiu a natação de milhares de turistas nos travertinos. Construiu umas piscinas para saciar o desejo do pessoal de um banho nas águas quentinhas e cristalinas. Ainda assim é difícil conter a turma que quer subir nas encostas ou entrar nas banheiras naturais. Na foto abaixo, dá para ver as área onde antes era permitido nadar e como estão enegrecidas

Eu estive lá no mês de agosto e fiquei impressionado com a beleza do lugar. Mas fiquei também com a impressão de um turismo predatório às custas da natureza. A entrada de 20 liras turcas (10 euros) não parece contribuir para manter a beleza de Pamukkale. Não há uma explicação sobre como os turistas devem se comportar e por onde andar. Há apenas 2 ou 3 guardinhas apitando e gritando em turco com quem entra na piscina errada ou não foi informado que é para tirar os sapatos. Abaixo mais fotos do passeio.

  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Notícias
3 de dezembro de 2021

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta

Reportagens
3 de dezembro de 2021

Novo Código de Mineração propõe aprovação automática de milhares de processos parados na ANM

Proposta pode afetar mais de 90 mil requerimentos que aguardam aprovações técnicas e ambientais; medida ainda interfere na criação de unidades de conservação e dificulta demarcação de terras indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta