Notícias

Metástase urbana

Pesquisador defende que a única saída para o caos no transporte urbano em São Paulo é a construção de metrôs e trens. Governo aposta nas fichas erradas, garante

Redação ((o))eco ·
28 de outubro de 2009 · 12 anos atrás

Há várias semanas a duplicação da marginal Tietê, na capital paulista, tem tomado os noticiários. Além do trânsito lento devido à interdição de trechos da rodovia, está na boca do povo o fato de que a obra, ao custo de mais de 1 bilhão de reais, servirá para desafogar o trânsito por apenas 10 anos. Depois, com o aumento da frota, tudo volta a ficar congestionado.

O engenheiro civil Creso de Franco Peixoto, mestre em Transportes, é um dos pesquisadores que, nas últimas semanas, vêm alertando governos estadual e municipal para a ineficácia da medida. Em artigo divulgado hoje (28), Peixoto defende que a solução não está sobre as vias urbanas, mas abaixo delas.  “Não adianta apenas incorporar novas vias urbanas. Exauriu o rodoviarismo nas metrópoles. Às novas vias expressas bastam poucos dias para que não mais mereçam este nome, a demanda reprimida funciona como metástase urbana”, diz.

Para Peixoto, a solução são mesmo os trens urbanos e metrôs. Ônibus, automóveis ou quaisquer outros veículos, diz, devem ser usados apenas para alimentar os carros sobre trilhos da metrópole. Bicicletas e caminhadas seriam a solução para viagens curtas. “O transporte metropolitano deve ser estudado de forma orgânica, onde se atribui conceito de órgão vital a alguns elementos e terapias adequadas para seus problemas.” O metrô é caro, mas sua capacidade atravessa décadas. Se a Cidade do México  conseguiu construir 200 quilômetros de metro , por que o Brasil não conseguiria, pergunta-se.

Atalho:

Nova Marginal 

Leia também

Análises
22 de outubro de 2021

Por uma nova onda de soluções para a resiliência e a saúde do oceano

Estudo do FMI estima que 8 milhões de toneladas de lixo plástico acabam no mar todos os anos, sendo 80% provenientes do continente. Se não mudarmos esse quadro, o oceano terá mais lixo do que peixes até 2050

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Reportagens
21 de outubro de 2021

COP26 – Brasil tentou minimizar impacto das emissões da pecuária em relatório do IPCC

País também defendeu que aumento do desmatamento não é resultado da política atual brasileira. Outros países fizeram lobby para mudar relatório climático.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta