Notícias

A riqueza da Caatinga pelos olhos de 17 fotógrafos

Livro de fotografias, “Caatinga – um novo olhar”, será lançado dia 12, em Fortaleza, para mostrar uma caatinga que nem todos conhecem.

Duda Menegassi ·
9 de julho de 2012 · 12 anos atrás

Nesta quinta-feira, dia 12 de julho, será lançado o livro “Caatinga: um novo olhar”, na Saraiva MegaStore do Shopping Iguatemi Fortaleza. A obra é uma realização da Associação Caatinga e reúne fotos de 17 fotógrafos que mostram através de suas lentes as cores desse bioma por vezes considerado sem vida. Ao contrário, a Caatinga esbanja diversidade em fauna e flora.

O livro de fotografias expõe essa Caatinga que nem todos conhecem e estimula sua preservação. O texto de apresentação é da ex-ministra Marina Silva. Dentre os fotógrafos, nomes como Araquém Alcântara, Celso Oliveira, Ciro Albano e Sheila Oliveira. “Caatinga – um novo olhar” foi lançado internacionalmente durante a Rio+20 e nesta quinta será oficialmente lançado em Fortaleza, terra de origem da Associação Caatinga.

Serviço: Lançamento do livro “Caatinga – Um novo olhar”
Onde: Saraiva MegaStore – Shopping Iguatemi. Avenida Washington Soares, 85 – Cocó  Fortaleza – CE
Quando: 12 de julho às 19 horas

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Notícias
22 de julho de 2024

Paul Watson, fundador do Greenpeace e protetor de baleias, é preso na Groenlândia

Ambientalista foi detido por agentes da polícia federal da Dinamarca, em cumprimento a mandado de prisão do Japão; ele partia da Irlanda para confrontar navio baleeiro japonês

Salada Verde
22 de julho de 2024

Encontro de alto nível sobre ação climática reúne ministros e líderes de 30 nações

8ª Conferência Ministerial sobre Ação Climática (MoCA), realizada este ano na China, tem objetivo de destravar discussões que ficaram emperradas em Bonn

Notícias
22 de julho de 2024

Ministério Público investiga esquema de propina em órgão ambiental da Bahia

Servidores, ex-funcionários e outros investigados teriam recebido até R$ 16,5 milhões de fazendeiros para facilitar concessão de licenças ambientais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.