Notícias

O desaparecimento do Rinoceronte-de-java

Ele é o rinoceronte mais raro, menos conhecido e mais ameaçado do mundo. Com cerca de 60 animais, a população está em declínio.

Redação ((o))eco ·
20 de fevereiro de 2015 · 7 anos atrás

Foto:
Foto:

O rinoceronte-de-java (Rhinoceros sondaicus) é a mais rara das 5 espécies de rinocerontes existentes. Era encontrada nas ilhas de Java e Sumatra, na Indonésia, ao longo do Sudeste asiático até à Índia e na China. Na era colonial, a caça por esporte e por chifres somadas às mortes para defesa de plantações reduziu a espécie à três populações separadas. Destas, duas sobrevivem e são encontradas no Parque Nacional de Ujung Kulon. A caça ilegal ainda é uma ameaça presente que dizimou em 2010 a população encontrada no Vietnã. Pouco se sabe sobre o animal devido aos seus hábitos solitários, sua raridade e a instabilidade política da área em que vive. Sem conhecimento, a conservação do animal é um desafio. Também ameaçado pela perda de habitat, doenças e uma reduzida variedade genética, a espécie é listada como “Em Perigo Crítico” na Lista Vermelha da IUCN. Estima-se que haja de 40 a 60 animais ao todo, números que estão em declínio.

 

 

Leia Também
Saola, o enigmático mamifero asiático
O retorno das ararinhas bahianas
Pinguins equatorianos numa fria

 

 

 

Leia também

Notícias
6 de fevereiro de 2015

O retorno das ararinhas bahianas

As araras-azuis-de-lear têm uma população pequena, com menos de 1000 animais. Mas o sucesso da conservação parecer mudar estes número.

Notícias
13 de fevereiro de 2015

Saola, o enigmático mamifero asiático

Descoberta há 23 anos, ainda se sabe muito pouco sobre a eespécie. O que se sabe é que, desde então, seus números caem drasticamente.

Notícias
26 de novembro de 2021

Informação obtida via LAI revela que MCTI recebeu dados do desmatamento em 1º de novembro

Ministro Marcos Pontes disse que dados não foram publicados antes da Conferência do Clima porque ele estava de férias. Agenda oficial registra férias entre 8 e 19 de novembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta