Notícias

CBUC 2018 discutirá a conexão entre economia, natureza e bem-estar

Nona edição do evento que discute o futuro das Unidades de Conservação começa nesta terça-feira, em Florianópolis, focado em negócios

Daniele Bragança ·
30 de julho de 2018 · 3 anos atrás
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA). Foto: Duda Menegassi.

A 9ª edição do Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC) começa nesta terça-feira (31), em Florianópolis, prometendo ampliar o debate sobre Economia e Natureza. Para isso, pretende reunir a do ambientalismo brasileiro no Centro de Convenções de Florianópolis (CentroSul) com a proposta de discutir a conexão entre natureza, economia e bem-estar social.

Dessa vez, o evento é mais compacto que as duas versões mais recentes, realizadas em 2015, em Curitiba, e em 2012, em Natal. Com apenas três dias de duração, o evento acolherá cerca de mil participantes para assistir e debater mais de 50 palestras.

A abertura do evento será às 8h30 do dia 31, com a presença do diretor-presidente da Fundação Grupo Boticário, Artur Gryanbaum, e do presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Paulo Carneiro.

Programação

Veja a programação completa e conheça a lista de palestrantes do XI CBUC. Serão 3 dias de eventos, entre os dias 31 de julho e 02 de agosto. Criado em 1997 pela Fundação Grupo Boticário, o CBUC é o mais importante evento sobre áreas protegidas da América Latina.

Confira a programação do CBUC 2018.

Evento: IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação (CBUC)

Onde: Florianópolis, Santa Catarina.

Quando: entre os dias 31 de julho e 02 de agosto.

 

 

Leia Também

Beto Mesquita: “As RPPNs necessitam de um subsistema de gestão”

Maria Tereza Jorge Pádua: “É possível fazer plano de manejo em um mês”

Fernando Meirelles: “Cientistas são precisos e confiáveis, mas falam para eles mesmos”

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
26 de setembro de 2015

Fernando Meirelles: “Cientistas são precisos e confiáveis, mas falam para eles mesmos”

Reconhecido no mundo todo, o diretor quer agora usar o cinema para acordar o público sobre as catástrofes ambientais que o homem causa.

Reportagens
23 de setembro de 2015

Maria Tereza Jorge Pádua: “É possível fazer plano de manejo em um mês”

Ela conta o processo que levou a lei do SNUC, mas critica a burocracia que dificulta a gestão e criou excesso de categorias de áreas protegidas.

Reportagens
22 de setembro de 2015

Beto Mesquita: “As RPPNs necessitam de um subsistema de gestão”

Especialista da CI defende que plano de manejo defina se a área protegida voluntária é parque, reserva, estação ecológica, monumento natural ou refúgio.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta