Notícias

Documenta Pantanal leva imagens da região pantaneira a feira virtual de arte

Três fotógrafos da iniciativa Documento Pantanal exibem seus trabalhos para trazer a reflexão sobre a preservação da região pantaneira

Marcos Furtado ·
18 de agosto de 2020 · 1 anos atrás
Foto: João Farkas.

Maior área alagável do planeta em extensão contínua, o Pantanal tem sofrido com o alto índice de queimadas neste ano. Para fomentar a conscientização da conservação do local, o Documenta Pantanal, iniciativa que promove a valorização da cultura e da natureza pantaneira, levará imagens da região entre os dias 24 e 30 de agosto para a primeira edição do SP-Arte Viewing Room, versão virtual da principal feira de arte da América Latina.

Os responsáveis pelos registros que ficarão em exposição na plataforma online são os premiados fotógrafos Araquém Alcântara, João Farkas e Luciano Candisani. Além de poder conhecer e se surpreender com o acervo fotográfico, as obras poderão ser admiradas e adquiridas por colecionadores de arte do mundo todo até o início do mês de dezembro. No total, cada um deles terá cinco fotografias do Pantanal divulgadas no evento virtual.

“O olhar sensível de cada um deles para as variadas facetas da região pantaneira expõe, além da exuberante natureza desse ecossistema, sua fragilidade e chama a atenção para a necessidade de sua urgente conservação”, observa Mônica Guimarães, organizadora do Documenta Pantanal.

Foto: João Farkas.
Foto: Araquém Alcântara.
Foto: Araquém Alcântara.
Foto: Luciano Candisani.
Foto: Luciano Candisani.

Número de queimadas no Pantanal é o maior em 20 anos

Até o final de julho, a região registrou mais de 4.135 focos de calor, sendo o maior número desde 1998, no início do Programa Queimadas, iniciativa de monitoramento de incêndios florestais do INPE. As estimativas até o final do ano são preocupantes, pois os meses de agosto e setembro costumam registrar os maiores índices de fogo. De acordo com especialistas, a expectativa é que os 10.025 focos de calor registrados em 2019 sejam superados até dezembro. 

Apesar da vegetação pantaneira possuir boa capacidade de recuperação ao fogo devido a influência de espécies do Cerrado, muitos animais da região não conseguem se livrar das chamas. 

 

Leia Também 

Projeto Documenta Pantanal coloca a região em evidência para promover sua conservação

Pescadores alimentando onças são nova dor de cabeça no Pantanal

Meninos abandonam filhote de jacaré em pet shop no Mato Grosso do Sul

 

  • Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Notícias
5 de agosto de 2020

Meninos abandonam filhote de jacaré em pet shop no Mato Grosso do Sul

Animal foi deixado para trás quando o gerente do estabelecimento informou que iria acionar a Polícia Ambiental, já que não é permitido ter um jacaré como animal doméstico

Reportagens
12 de agosto de 2020

Pescadores alimentando onças são nova dor de cabeça no Pantanal

Prática está disseminada em vários pontos do Mato Grosso do Sul e oferece riscos às pessoas e aos felinos. Pesquisadores avaliam que problema será contido não só com fiscalização, mas pela educação dos turistas

Reportagens
2 de julho de 2019

Projeto Documenta Pantanal coloca a região em evidência para promover sua conservação

O projeto propõe documentar a beleza e a biodiversidade do Pantanal por meio de fotos, livros e vídeos, mostrando seu potencial turístico e econômico e a urgência em conservar este patrimônio natural

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Paulo diz:

    Os governos devem adquirir novas formas de combate ao fogo.
    Por que não adquirir aviões anfíbios de porte de carga maior de transporte de água. Nestas regiões existem grandes rios ( de volume de água, de profundidade e de largura para os pousos), não necessitando ir até um uma pista de aeroporto para abastecer-se de água.
    Querem um exemplo de aeronave utilizada pelo Canadá, USA, França, Itália, Croácia e demais países, chama-se Canadair CL 415, avião de pouso em água e pista, que carrega 6000litros de água em 12 segundos..
    Portanto os governos precisam melhorar em muito os métodos de combate ao fogo.