Notícias

Jornalismo digital, inovador e independente representado na Associação de Jornalismo Digital (Ajor)

Ajor reúne organizações de cinco regiões do país e reitera compromisso com o jornalismo brasileiro

Milena Giacomini ·
7 de junho de 2021

Na data em que se comemora o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, 30 organizações jornalísticas digitais se reúnem para o lançamento da Associação de Jornalismo Digital (Ajor). Com o objetivo de fortalecer o jornalismo brasileiro, a iniciativa engloba organizações espalhadas por cinco regiões do país, entre elas ((o))eco.

A Ajor defende três eixos de atuação: a profissionalização e fortalecimento das associadas, a defesa do jornalismo e da democracia e a promoção da diversidade.

A primeira presidente da Ajor, Natalia Viana, diretora-executiva da Agência Pública, priorizará a consolidação das mudanças pelas quais passou o jornalismo no Brasil. “Os veículos digitais estão há alguns anos liderando a inovação no jornalismo brasileiro. A associação vem para fortalecer esse cenário e portanto melhorar o nosso jornalismo como um todo em um momento em que ele enfrenta sérios desafios.”

O nascimento da Ajor está ligado ao Festival 3i – jornalismo inovador, inspirador e independente –, uma iniciativa de 13 organizações nativas digitais que busca discutir a inovação e o empreendedorismo, questões essenciais para a nova geração do jornalismo digital.

Para o ano que vem, o conselho da Ajor planeja a realização da terceira edição do Festival 3i, que será realizado anualmente pela associação.

  • Milena Giacomini

    Jornalista formada pela PUCRS, é responsável pela produção de conteúdo e gestão das redes sociais do ((o))eco.

Leia também

Notícias
23 de maio de 2022

Projeto militar para Amazônia quer fim de restrições em áreas de interesse do agro e da mineração

Chamado de “Projeto de Nação”, plano foi anunciado na última semana por três institutos militares. Proposta para Amazônia repete o “ocupar e integrar” dos anos 1970

Colunas
23 de maio de 2022

Todo dia é “Dia do Fogo” na Amazônia

É preciso parar o desmatamento e restaurar a biodiversidade perdida com queimadas e abertura de novas fronteiras agrícolas

Reportagens
23 de maio de 2022

Governo não fechou 645 lixões, como afirma Bolsonaro

Cruzamento de dados oficiais e consulta direta a prefeituras mostram ser falso principal anúncio da “agenda ambiental urbana” do governo

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta