Notícias

O mapa das queimadas em Roraima: número de focos de calor bate recorde

O número de focos de calor no estado em janeiro é o maior já registrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) desde 1998, quando começa a série histórica.

Infoamazônia ·
28 de janeiro de 2016 · 6 anos atrás

*Texto originalmente publicado no Blog do Infoamazonia.

Foto de morador de Caracaraí enviada ao portal G1 Roraima (crédito: Arquivo Pessoal/G1)
Foto de morador de Caracaraí enviada ao portal G1 Roraima (crédito: Arquivo Pessoal/G1)

Os moradores do estado de Roraima estão enviando “pedidos de socorro” pelas redes sociais diante da grave situação das queimadas no estado. Um morador da cidade de Caracaraí, o município com mais focos de incêndio em todo o país nas últimas 48 horas, postou fotos que mostram o céu tomado de fumaça. Outros, no Facebook, alertaram para as queimadas nas florestas às margens do Rio Jauaperi.

Este mapa do InfoAmazonia, atualizado em tempo real com os dados da NASA, revela a concentração de focos de calor no Estado nas últimas 24 horas.

O número de pontos de queimada em Roraima em janeiro (1257) é o maior já registrado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) desde 1998, quando começa a série histórica. Em relação ao ano passado, o crescimento das queimadas em janeiro é de 280%. O quadro confirma o temor de que o El Niño, por ter agravado a seca na Amazônia, levará a uma explosão na quantidade de queimadas na região. Antes desde ano, o pior momento para o Estado havia sido 2007, exatamente um período de ocorrência de El Niño. Veja gráfico abaixo, feito a partir dos dados do INPE.

Em outra notícia relacionada com as queimadas em Roraima, a companhia de distribuição de energia do Estado, a Cerr, informou que os incêndios já causam prejuízo de 500 mil reais à rede elétrica.

Desde segunda, dia 25, as autorizações de queimadas estão suspensas pela Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Femarh).

Leia Também

Fato inédito, desmatamento na Amazônia cresce mesmo com recessão econômica

Comunidades do rio Tapajós passam a monitorar qualidade d’água com sensor

Infoamazônia atualiza mapa de alertas oficiais de desmatamento

Leia também

Reportagens
25 de março de 2015

Infoamazônia atualiza mapa de alertas oficiais de desmatamento

Os dados mostram aumento de 65% em 2014. Ibama espera que novo cronograma de divulgação do DETER permita um combate mais efetivo ao desmatamento.

Reportagens
24 de novembro de 2015

Comunidades do rio Tapajós passam a monitorar qualidade d’água com sensor

O Projeto Rede InfoAmazonia desenvolveu um sistema de monitoramento de baixo custo que analisa a qualidade da água para o consumo humano na Amazônia.

Reportagens
27 de novembro de 2015

Fato inédito, desmatamento na Amazônia cresce mesmo com recessão econômica

De acordo o PIB dos últimos 12 meses, o nível da atividade econômica baixou 2,1%, enquanto o desmate sobe a 16%. A área destruída equivale aproximadamente a 5 cidades do tamanho de São Paulo.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta