Salada Verde

Para as montanhas brasileiras

Entidades podem enviar sugestões para montagem de programa nacional de conservação de montanhas. Seminário debaterá assunto em dezembro, no Rio.

Salada Verde ·
18 de novembro de 2009 · 15 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Montanhismo no Cerrado da Chapada dos Veadeiros. Foto: Aldem Bourscheit
Montanhismo no Cerrado da Chapada dos Veadeiros. Foto: Aldem Bourscheit

O Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro está pilotando a elaboração de um Programa Nacional de Pesquisas e Conservação em Ecossistemas de Montanhas. Para tanto, veiculou um formulário na Internet onde entidades selecionadas poderão oferecer sugestões à iniciativa. O prazo para envio de idéias é até antes de 14 de dezembro, quando começa um seminário fechado ao público sobre o assunto, no Rio. Depois de concluído, o programa será apreciado pela Comissão Nacional da Biodiversidade e poderá ser abraçado pelo governo para dar impulso a pesquisas, conservação e bom uso das montanhas.

Apicultor e especialista em gestão ambiental de sistemas florestais, Luis Felipe Cesar lembra que as diferenças de temperatura ao longo das montanhas ajudaram a lotear esses ambientes com rica biodiversidade. No caso específico da Mata Atlântica, quase tudo que resta do bioma está protegido em regiões de altitude. “Montanhas também são ótimas captadoras e fornecedoras de água, além de muito bonitas”, disse o diretor-executivo da ong Crescente Fértil.

A construção de planos nacionais sobre montanhas ganhou força em 2002, quando as Nações Unidas declararam aquele ano como voltado à proteção desses locais. À época, Cesar fez memorável discurso sobre os cumes brasileiros na reunião da Associação Mundial de Moradores de Montanhas (veja abaixo), em Quito (Equador).

Um dos planos nacionais mais elogiados é o Turquino-Manatí, de Cuba. Isso mesmo. A ilha caribenha descobriu o problema e fez a lição de casa ainda em 1987. A produção cubana de café e outros itens ocorre majoritariamente em montanhas. Graças ao programa, também foram criadas quatro universidades formando profissionais que estão ajudando o país a melhor usar e conservar esses ambientes.

Saiba mais:
O Himalaia é aqui

Leia também

Análises
19 de julho de 2024

Transespinhaço: a trilha que está nascendo na única cordilheira do Brasil

Durante 50 dias e 740 quilômetros a pé, testei os caminhos da Transespinhaço em Minas Gerais, de olho nos desafios e oportunidades para esta jovem trilha de longo curso

Notícias
19 de julho de 2024

Indústria da carne age para distrair, atrasar e inviabilizar ação climática, diz relatório

Trabalho de organização europeia analisou 22 das maiores empresas de carne e laticínios em quatro continentes

Salada Verde
19 de julho de 2024

Amazônia é mais destruída pelo consumo nacional do que pelas exportações

Consumo e economias das grandes cidades do centro-sul são o principal acelerador do desmatamento da floresta equatorial

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.