Salada Verde

Mato Grosso do Sul homenageará Aldo Rebelo no Dia Mundial do Meio Ambiente

Evento que será realizado no dia 05 de junho discutirá os 5 anos do Novo Código Florestal. Relator da nova lei será a grande atração da noite

Daniele Bragança ·
1 de junho de 2017 · 5 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Na noite de segunda-feira, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, o secretário de meio ambiente do estado, Jaime Verruck e o diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Ricardo Eboli, vão comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente discutindo os 5 anos da mudança do Novo Código Florestal com o principal articulador da mudança da lei ambiental: o ex-deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB).

msRebelo é o principal articulador (e defensor) da mudança do novo Código Florestal, realizado pelo Congresso entre 2010 e 2012. Relator da mudança do Código na comissão especial formada pra rever a lei de 1965, Aldo uniu os anseios da bancada ruralista. Seu relatório, embora modificado um pouco pelo Senado, é a essência do que virou lei: previa a anistia para desmatadores antes de julho de 2008, diminuição da proteção da margem de rios e desobrigação da averbação da reserva legal.

Cálculos de pesquisadores do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP)  publicados semana passada mostram que o setor produtivo “ganhou”, nesses 5 anos, pelo menos 41 milhões de hectares de terras.

O Dia Mundial do Meio Ambiente é a data mais importante do ano na área ambiental, quando governos anunciam boas novas na área ou fazem um balanço de suas conquistas.

 

Leia Também

Aldo Rebelo: o tempero que faltava

O Código Florestal e a conservação

O desastre da mudança do Código Florestal em números

 

 

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
30 de abril de 2014

O desastre da mudança do Código Florestal em números

Mais da metade das áreas degradadas não precisarão ser restauradas após mudança da lei, diz artigo publicado essa semana na revista Science.

Colunas
15 de julho de 2010

O Código Florestal e a conservação

Conceitos básicos da ecologia estão sendo desprezados nas propostas de redução da reserva legal e diminuição das matas ciliares.

Colunas
25 de abril de 2011

Aldo Rebelo: o tempero que faltava

A entrada de um deputado comunista na bancada ruralista deu novo fôlego às mudanças no Código Florestal. Dessa vez parece que eles vão conseguir.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 6

  1. Flávio Zen diz:

    Bom, como sumatogrossense e considerando que além do código florestal, farra das empreiteiras com as hidreletricas e o superfinaciamento da JBS, qual é exatamente a surpresa da homenagem partindo de um governador do PSDB, depois de anos de governo petista e pmdebista? São todos amigos hehehehe


  2. Simone Mamede diz:

    Uma vergonha. MS indo na contra mão da Conservação. Retrocesso, total. Uma vergonha, não tem outra palavra…


  3. Ricardo Bini diz:

    Um Estado com grande número de pratas da casa, profissionais atuantes nas mais diversas áreas da preservação ambiental e desenvolvimento sustentável, vão homenagear uma figurinha carimbada!


  4. paulo diz:

    41 milhoes de hectares.
    Grande Rebelo, inimigo da pátria.


  5. paulo diz:

    O comunista que virou ruralista.


    1. BrazilSurreal diz:

      ..e ministro da defesa! É o poste que mija em cachorro!