Salada Verde

Pinguins voltam ao habitat natural em Florianópolis

Após reabilitação, cerca de 18 pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) são soltos na Praia de Moçambique. É a terceira soltura dessas aves, totalizando 56 animais

Sabrina Rodrigues ·
7 de novembro de 2018 · 4 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Os pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus) foram soltos na Praia de Moçambique, em Florianópolis. Foto: Associação R3 Animal/Facebook.

Na manhã desta quarta-feira (07), a Praia de Moçambique, em Florianópolis, foi palco da soltura de mais 18 pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus). Eles voltaram para o seu habitat natural depois de estarem sob os cuidados da Associação R3 Animal, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM).

Todos os anos, com o início do inverno, os pinguins-de-magalhães saem de colônias na Patagônia, na Argentina, em busca de alimento. Ao acompanharem as correntes marítimas de água fria, esses animais acabam chegando em nossas praias, mas alguns não conseguem retornar às colônias de origem e acabam morrendo em nosso litoral. Os que sobrevivem, chegam cansados, debilitados, feridos, desidratados às praias, isso quando não estão doentes com pneumonia, por exemplo.

Ao apresentarem esse quadro de fragilidade, os bichos são resgatados e levados para os Centros de Reabilitação de Animais Marinhos, como é o caso do CePRAM.

Esta é a terceira soltura de pinguins-de-magalhães nesta temporada, totalizando 56 animais. Mas a associação R3 garante que esse número vai aumentar, pois 11 animais continuarão em reabilitação até que tenham condições de voltarem para casa.

Foto: Associação R3 Animal/Facebook.

 

Foto: Associação R3 Animal/Facebook.

 

Foto: Associação R3 Animal/Facebook.

 

Foto: Associação R3 Animal/Facebook.
  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
24 de maio de 2022

Conservar 80% da Amazônia custa três vezes menos do que valor gasto com emendas parlamentares

Governo Bolsonaro gastou, em média, 34,8 bilhões/ano com emendas. Manter protegida uma área de 3,5 milhões de km² custaria cerca de R$ 10,8 bi/ano, mostra estudo

Salada Verde
24 de maio de 2022

Rede de Conservação Águas da Guanabara organiza seminário de educação ambiental

Inscrições estão abertas para o evento, que ocorre nos dias 11 e 12 de julho, em Niterói, e tem como objetivo integrar e promover projetos de sensibilização ambiental na Baía de Guanabara

Salada Verde
24 de maio de 2022

O papel da Amazônia nas próximas eleições é tema de debate online

Miriam Leitão, Caio Pompeia e Mônica Sodré participam de Mesa Aberta promovida pelo site ((o))eco na próxima quinta-feira. Evento é aberto ao público

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta