Salada Verde

Polícia localiza fazenda onde onças-pintadas teriam sido mortas

Local onde teria ocorrido a matança dos felinos fica no interior do município de Cocalinho, em Mato Grosso. Suspeitos estão foragidos

Sabrina Rodrigues ·
13 de novembro de 2019 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Caminhonete onde estavam as três onças-pintadas mortas foram localizadas em uma fazenda em Cocalinho, Mato Grosso. Foto: Polícia Civil.

A Polícia Civil identificou nesta quarta-feira (13) o local em que foi realizada a matança de três onças-pintadas, cujas imagens viralizaram na internet. Trata-se de uma propriedade rural localizada no interior do município de Cocalinho, que fica a 150 quilômetros da parte central da cidade. 

O vídeo de aproximadamente um minuto mostra três onças-pintadas mortas a tiros em uma caminhonete. Uma mulher não identificada parabeniza o autor do crime, chamado “Rapicho” no vídeo, por matar as três onças. Ainda não se sabe se as três onças, que parece se tratar de uma mãe e dois jovens, estavam vagando pela propriedade e por isso foram mortas.

A polícia civil encontrou a caminhonete que aparece no vídeo na fazenda. 

Os agentes foram recebidos por um caseiro que afirmou que mora na fazenda há apenas quatro dias. Segundo o delegado Valmon Pereira da Silva, que é responsável pelo caso, o crime ambiental ocorreu há aproximadamente cinco ou seis dias, antes de o novo caseiro ser chamado para trabalhar na propriedade.

“Os três suspeitos envolvidos na morte e na divulgação das imagens dos animais fugiram, porém, o dono da fazenda já foi identificado e será ouvido”, disse o delegado.

A polícia não deu detalhes da investigação, mas informa que continua com as diligências. Os suspeitos responderão por crime ambiental contra a fauna, previsto no artigo 29 da lei 9605/98. Após confecção de relatório, a documentação será encaminhada para os órgãos ambientais.

 

 

Leia Também

Viraliza vídeo que mostra 3 onças-pintadas mortas; Polícia investiga caso

Homem morre ao ser mordido por cobra coral

Homem grava vídeo maltratando sucuri

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
30 de setembro de 2015

Homem grava vídeo maltratando sucuri

Cena foi divulgada nas redes sociais. Acusado foi autuado e terá que pagar mil reais, além de responder a processo por crime ambiental.

Notícias
15 de abril de 2019

Homem morre ao ser mordido por cobra coral

Caso aconteceu na cidade de Caetité, na Bahia. Homem identificado como Marcelo aparentava estar embriagado e brincava com a serpente

Salada Verde
12 de novembro de 2019

Viraliza vídeo que mostra 3 onças-pintadas mortas; Polícia investiga caso

Polícia Civil de Cocalinho, em Mato Grosso, de onde teriam partido as imagens, informa que não há registro do caso, mas que iniciou as investigações

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 4

  1. Carlos Leitão diz:

    É muito triste a ignorância, indiferença, crueldade e cultura equivocada sobre os animais silvestres. Brasileiro não tem consciência ecológica nenhuma. Para esses idiotas a caça é sinônimo de virilidade. Pena que a lei de crimes ambientais é tão branda contra quem comete crimes contra o meio ambiente.Esses facínoras. Quando as mudanças climáticas ficarem mais severas essas pessoas vão lotar igrejas rezando. Como se fosse adiantar algo.


  2. Jorge diz:

    É incrível como o ser humano consegue ser tão ruim e sem consciência.


  3. Se não é, não deveria ser crime inafiançável?


  4. Carolina Rubia diz:

    e os donos da propriedade??? Não foram interrogados?? Eles não tem o contato e informações sobre o antigo caseiro? Se outro foi chamado foi pq ja sabiam que ia dar merda!