Salada Verde

SBPC se posiciona contra PL do Veneno

Em nota, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência diz que os retrocessos e fragilidades da proposta já foram “amplamente apontados pela comunidade científica”

Bruna Martins ·
9 de março de 2022
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) se posicionou contra o PL 6299/2002, também conhecido como “PL do Veneno”, que torna mais fácil a liberação de agrotóxicos no país. “O agronegócio brasileiro não deve se limitar a aumentar seus lucros no curto prazo, em detrimento do meio ambiente e da saúde da nossa população”, diz a organização, em nota.

Aprovado por 301 votos a favor, 150 contrários e duas abstenções no início de fevereiro na Câmara dos Deputados, o projeto que atualmente tramita no Senado transfere o poder de decisão sobre a aprovação de um novo agrotóxico – antes feito em conjunto pelos Ministério da Agricultura, Ibama e Anvisa – somente para a pasta da Agricultura. 

“Entre os aspectos que tornam seu conteúdo altamente preocupante, estão o afrouxamento das exigências e prazos impostos pelos órgãos governamentais competentes na análise do uso destes agrotóxicos”, critica a SBPC.

Leia a nota na íntegra aqui.

  • Bruna Martins

    Jornalista em formação pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Leia também

Notícias
9 de fevereiro de 2022

Câmara aprova projeto que facilita liberação de agrotóxicos no Brasil

Votação da proposta não estava prevista para esta quarta-feira, mas entrou em pauta após pedido de urgência feito pelo presidente da Casa, Arthur Lira, aliado de Bolsonaro

Salada Verde
23 de maio de 2018

SBPC se manifesta contra mudanças no marco dos agrotóxicos

Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência divulgou nota contra tentativa do Congresso de mudar lei que rege os agrotóxicos no país

Reportagens
16 de maio de 2018

Deputados querem retirar Anvisa e Ibama da avaliação de agrotóxicos

O que você prefere: comer um alimento com agrotóxicos ou defensivos fitossanitários? A adoção do nome menos "depreciativo" é apenas uma das mudanças previstas no chamado PL do Veneno

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta