Salada Verde

Supremo encaminha à Procuradoria pedido de inquérito contra Salles

Pedido foi feito por grupo de parlamentares que pressiona pela saída do ministro do meio ambiente. Cabe a Procuradoria decidir se abre investigação ou não

Duda Menegassi ·
9 de julho de 2020 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Parlamentares pressionam por inquérito contra Salles. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado.

A pressão por investigações judiciais sobre a conduta de Ricardo Salles a frente do Ministério do Meio Ambiente ganhou mais força nesta quinta-feira (09), após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) encaminhar para Procuradoria-Geral da República o pedido de parlamentares para que seja aberto inquérito contra Salles. Cabe agora a Procuradoria decidir sobre a necessidade de abrir a investigação ou não.

Entre os motivos apontados pelo grupo de parlamentares está a famosa fala de Salles na reunião ministerial de 22 de abril, na qual convida os ministros a aproveitar a pandemia e a atenção da imprensa focada no coronavírus para “ir passando a boiada” e ir “mudando todo regramento e simplificando as normas” através de Portarias, que não dependem do Congresso.

O texto dos senadores e deputados ressalta que “as palavras e o contexto demonstram claramente, em alto e bom som, a intenção do Sr Ministro do Meio Ambiente de afrouxar, de maneira sorrateira, as normas estatais relacionadas ao meio ambiente, aproveitando-se de um momento tão crítico da história da saúde pública nacional”.

Além das falas de Salles na reunião ministerial, o texto enumera também ações como o esvaziamento dos órgãos ambientais diante do Ministério da Defesa na Operação Verde Brasil 2 e o despacho encaminhado pelo ministro do meio ambiente no qual reconhece como consolidadas as áreas de preservação permanentes (APPs) desmatadas e ocupadas até julho de 2008 e passa por cima da Lei da Mata Atlântica. O pedido de afastamento de Salles, visa evitar maiores danos ambientais, “na linha do princípio da precaução em matéria ambiental”.

O despacho foi assinado pelos senadores Randolph Rodrigues (REDE/AP) e Fabiano Contarato (REDE/ES) e pelos deputados federais Joenia Batista de Carvalho (REDE/RR) e Alessandro Molon (PSB/RJ).

 

Leia também

MPF pede o afastamento imediato de Ricardo Salles do cargo de ministro do Meio Ambiente

‘Nosso governo não é responsável pelo desmonte das agências ambientais’, diz Mourão

Entidades pedem que Ricardo Salles seja investigado por improbidade

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
21 de agosto de 2019

Entidades pedem que Ricardo Salles seja investigado por improbidade

Cerca de cinquenta organizações protocolaram documento junto à Procuradoria Geral da República para averiguação de atos de improbidade do ministro

Notícias
9 de julho de 2020

‘Nosso governo não é responsável pelo desmonte das agências ambientais’, diz Mourão

Vice-presidente afirmou que críticas internacionais ao desmatamento refletem interesses comerciais e que confia no trabalho de Salles no Ministério do Meio Ambiente

Notícias
6 de julho de 2020

MPF pede o afastamento imediato de Ricardo Salles do cargo de ministro do Meio Ambiente

Procuradores consideram o ministro responsável pelo desmonte do sistema de proteção ambiental do país e o acusam de improbidade administrativa 

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Paulo diz:

    Salle$$$$ão sempre lembrado. Precisa deixar sua marca.