Colunas

Montanhista de carteirinha

Em 10 anos, Bernardo Collares aprendeu a escalar e se apaixonou pela prática de tal forma que ajudou a criar a federação do Rio e a organizar o esporte no Brasil.

19 de dezembro de 2005 · 16 anos atrás

Bernardo: Uma coisa curiosa que temos feito é exatamente tentar representar a comunidade montanhista como um todo, independente de serem ou não filiados a algum clube ou à federação. Desta forma o pessoal que prefere ficar independente acaba se sentindo representado e naturalmente eles se aproximam para opinar, ajudar e etc. A FEMERJ tem uma lista de discussão na internet que hoje tem em torno de 600 pessoas de todo o Brasil.Pela forma aberta e participativa que temos trabalhado, estamos conseguindo que a comunidade esteja junto com a gente. Tenho viajado o Brasil e vejo (com grande felicidade) o quanto a FEMERJ é referência por aí.Tudo o que fizemos até hoje é público e disponível para quem quiser usar como referência. É um trabalho voluntário, difícil e eterno, mas ao mesmo tempo, é muito recompensador quando é possível perceber os bons resultados.Os montanhistas ainda têm um bom e longo caminho a percorrer, mas o que foi feito e está sendo feito até hoje está numa linha muito boa. Todos têm plena consciência da importância de criarmos uma auto-regulamentação, senão outros farão isso por nós. Já encontramos nosso caminho….e estamos trilhando-o passo a passo.

Leia também

Análises
24 de janeiro de 2022

O legado de Thomas Lovejoy para a ecologia brasileira

Falecido em dezembro, Lovejoy concebeu o que viria a ser o mais duradouro experimento ecológico realizado até hoje em florestas tropicais

Notícias
24 de janeiro de 2022

Lewandowski suspende decreto que tirou proteção das cavernas de máxima importância

Decisão do ministro do STF acata parcialmente pedido de medida cautelar protocolado pela Rede e pelo Partido Verde, que apontam inconstitucionalidade do decreto presidencial que removeu proteção das cavernas

Notícias
24 de janeiro de 2022

Satélites apontam garimpo como responsável pela mudança da cor da água do rio Tapajós

Análise de imagens de satélite feita pelo MapBiomas aponta evidências de que a coloração diferente nas águas do rio paraense é resultado da explosão do garimpo na região

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta