Notícias

Lançamento do livro “Jaguar: O Rei das Américas”

Livro de Evaristo Miranda e Liana John que retoma a importância histórica e ecológica da onça pintada será lançado dia 6 de dezembro em São Paulo.

Redação ((o))eco ·
29 de novembro de 2010 · 11 anos atrás
Evaristo Eduardo de Miranda e Liana John lançarão no dia 06 de dezembro, um dos livros mais completos sobre o maior felino do continente americano, a onça-pintada. Intitulado “Jaguar: O Rei Das Américas”, o livro reúne aspectos históricos, ecológicos, biológicos, mitos e significados culturais relacionados ao animal, resultando em uma obra de extrema importância para o conhecimento acerca dessa espécie ameaçada.

Essa é a primeira publicação do pesquisador e da jornalista e, com ajuda do projeto gráfico de Victor Burton, o livro abriga ilustrações e imagens fantásticas de autores nacionais e estrangeiros, como do Ronaldo Graça Couto, idealizador do projeto e editor da Metalivros.

A importância do livro está na necessidade de conservação da espécie e de seu habitat natural, atualmente reduzido à metade. De relevância para todo o continente a publicação alerta para a urgência na proteção da imponente espécie.

 

Serviço:
 
Evento: Lançamento do livro “Jaguar: O Rei das Américas” pela editora Metalivros.
 
Local: Livraria Martins Fontes, na Av. Paulista

Horário: 19 horas

Preço do livro: R$ 89,00

Leia também

Notícias
2 de dezembro de 2021

Com maioria no Conama, governo federal impõe mudanças no CNEA

Conama aprova alterações no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas e impõe mais burocracia e custos para a participação da sociedade civil no conselho

Reportagens
2 de dezembro de 2021

Secas recorrentes afetam a capacidade de recuperação da Floresta Amazônica, alerta estudo

Nas últimas duas décadas, a Floresta Amazônica tem sido impactada por secas cada vez mais intensas e frequentes. As mais severas ocorreram em 2005, 2010 e 2015

Notícias
1 de dezembro de 2021

Amazônia acumula 73 mil focos de incêndio em 2021, segundo dados do INPE

Há menos de uma semana, Bolsonaro voltou a afirmar que “floresta úmida não pega fogo”. Número de queimadas no Pampa segue em alta

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta