Notícias

Lançamento do livro “Jaguar: O Rei das Américas”

Livro de Evaristo Miranda e Liana John que retoma a importância histórica e ecológica da onça pintada será lançado dia 6 de dezembro em São Paulo.

Redação ((o))eco ·
29 de novembro de 2010 · 11 anos atrás
Evaristo Eduardo de Miranda e Liana John lançarão no dia 06 de dezembro, um dos livros mais completos sobre o maior felino do continente americano, a onça-pintada. Intitulado “Jaguar: O Rei Das Américas”, o livro reúne aspectos históricos, ecológicos, biológicos, mitos e significados culturais relacionados ao animal, resultando em uma obra de extrema importância para o conhecimento acerca dessa espécie ameaçada.

Essa é a primeira publicação do pesquisador e da jornalista e, com ajuda do projeto gráfico de Victor Burton, o livro abriga ilustrações e imagens fantásticas de autores nacionais e estrangeiros, como do Ronaldo Graça Couto, idealizador do projeto e editor da Metalivros.

A importância do livro está na necessidade de conservação da espécie e de seu habitat natural, atualmente reduzido à metade. De relevância para todo o continente a publicação alerta para a urgência na proteção da imponente espécie.

 

Serviço:
 
Evento: Lançamento do livro “Jaguar: O Rei das Américas” pela editora Metalivros.
 
Local: Livraria Martins Fontes, na Av. Paulista

Horário: 19 horas

Preço do livro: R$ 89,00

Leia também

Reportagens
26 de outubro de 2021

Banco Mundial empresta dinheiro a estados do Brasil em troca da conservação da Amazônia

Instituição financeira decide “fincar pé” na questão ambiental e impõe medidas de combate ao desmatamento em financiamentos para Mato Grosso e Amazonas, explica o executivo Renato Nardello

Reportagens
25 de outubro de 2021

Exploração ilegal de madeira aumenta no Mato Grosso e chega a 88,3 mil hectares em 2020

Ilegalidade atinge 38% da área total utilizada para extração de madeira no estado. Mais de 10 mil hectares explorados de forma ilegal foram em áreas protegidas

Análises
25 de outubro de 2021

Como frear crises hídricas, as atuais e as futuras?

Acompanhamos de perto, por aqui, uma expansão imobiliária desordenada, que, à luz do dia, destrói nascentes e despeja esgoto diretamente em cursos d’água

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Leda Aschermann diz: