Notícias

Acesso a Pedra Bonita (RJ) está em obras

Estrada que leva a Pedra Bonita e Agulhinha da Gávea, atrações populares do Parque Nacional da Tijuca, ficará fechada por 60 dias.  

Felipe Lobo ·
4 de julho de 2011 · 10 anos atrás
Pedra Bonita em primeiro plano com a majestosa Pedrá da Gávea ao fundo. Crédito: Thiago Haussig
Pedra Bonita em primeiro plano com a majestosa Pedrá da Gávea ao fundo. Crédito: Thiago Haussig
O Parque Nacional da Tijuca (PNT) é um dos mais visitados de todo o país. Os motivos são inúmeros, mas o principal deles é a união entre belezas naturais, trilhas desafiadoras e localização: no meio de uma das principais metrópoles do país, o Rio de Janeiro. Palco de uma das novas Sete Maravilhas do Mundo, a estátua do Cristo Redentor, o PNT também se dá ao luxo de ter outros pontos muito freqüentados. Nesta sexta-feira (01/07), a diretoria soltou um comunicado que informa acesso restrito a alguns deles. Veja a íntegra da nota abaixo:

“O Parque Nacional de Tijuca comunica que a estrada que dá acesso à Pedra Bonita, Agulhinha da Gávea e à Rampa de Asa Delta se encontra em reforma, feita em parceria com o Metrô Rio. As obras deverão ser finalizadas em 60 dias. Durante a semana, o acesso a estes atrativos está restrito, sendo acessado apenas por caminhada. Durante os finais de semana o acesso está normal, podendo ser realizado por qualquer veículo”.

Subir a Pedra Bonita, a partir da pista de vôo livre, não é das tarefas mais difíceis, embora proporcione uma vista espetacular da cidade. No topo, fica-se frente a frente com a Pedra da Gávea, ainda mais imponente do alto de seus 832 metros acima do nível do mar. Para chegar ao cume a trilha é mais pesada e leva, em média, mais de duas horas para ser cumprida. É preciso equipamento de segurança e um guia experientes.

“O setor Pedra Bonita / Pedra da Gávea é uma das áreas do Parque Nacional da Tijuca com maior potencial de uso público, pois lá temos a rampa de voo livre, que foi um dos principais destaques da animação Rio 3D, a Pedra Bonita, Pedra da Gávea e a Agulhinha, todas com ótimas opções de caminhadas e escaladas, em graus variados para todos os gostos. A Pedra Bonita, por exemplo, é perfeita para iniciantes, tendo como acesso uma caminhada leve de aproximadamente 25 minutos, onde é possível desfrutar de uma beleza cênica de toda a cidade, destacando-se na paisagem a “Cabeça do Imperador”, na Pedra da Gávea.”, afirma Thiago Haussig, monitor ambiental e funcionário do núcleo de geoprocessamento do PNT.

Pedra Bonita, bela e fácil de alcançar. Crédito: Thiago Haussig.
Pedra Bonita, bela e fácil de alcançar. Crédito: Thiago Haussig.
Crédito: Thiago Haussig
Crédito: Thiago Haussig

Saiba mais:

Pedra da Gávea
Amigos do Parque Nacional da Tijuca

{iarelatednews articleid=”16821″}

 

  • Felipe Lobo

    Sócio da Na Boca do Lobo, especialista em comunicação, sustentabilidade e mudanças climáticas, e criador da exposição O Dia Seguinte

Leia também

Notícias
6 de dezembro de 2021

Servidores ambientais sofrem emboscada durante fiscalização contra invasores em reserva de RO

Emboscada aconteceu no entorno do Parque Estadual Guajará-Mirim. Invasores usaram uma criança como escudo para evitar que policiais atirassem. Um servidor foi baleado

Salada Verde
6 de dezembro de 2021

General Heleno defende garimpo em áreas de fronteira na Amazônia

“Continuaremos a mapear nossas riquezas pelo bem do Brasil e do nosso povo” disse ministro do Gabinete de Segurança Institucional, em resposta à denúncia da Folha de S. Paulo

Notícias
6 de dezembro de 2021

Queimada iniciada em pasto atinge Estação Ecológica de Murici, em Alagoas

Incêndio iniciou na quinta-feira (2) e levou mais de 13 horas para ser contido. Multa para o proprietário da fazenda onde iniciou o fogo foi calculada em 312 mil reais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta