Notícias

WWF publica estudo sobre incentivos por serviços ambientais

Documento lançado nesta sexta-feira aborda a experiência do uso da ferramenta de incentivos feito no Acre, em parceria com o governo local.

Redação ((o))eco ·
28 de junho de 2013 · 8 anos atrás
Acre, Brasil.  Foto: © Pedro França/MinC
Acre, Brasil. Foto: © Pedro França/MinC

A WWF-Brasil, em parceria com o governo do Acre, lançou na manhã desta sexta-feira (28) a hoje a publicação “O Sistema de Incentivos por Serviços Ambientais do Estado do Acre”, estudo que aborda a experiência do estado do Acre ao explorar ferramentas que incentivam a manutenção da floresta em pé.

O pagamento monetário para a manutenção de florestas é um incentivo econômico para a série de benefícios da manutenção desse ecossistema, como equilíbrio climático, fixação de CO2 feito pelas árvores e plantas, preservação de rios e encostas. No Acre, há 14 anos o governo estadual começou a implementar uma série de políticas socioambientais de modo a incentivar o uso sustentável da floresta.

É essa experiência que o estudo analisa, identificando os processos de construção do programa estadual, que inclui o regime de REDD (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal), cujo desenho é considerado um dos mais avançados do mundo.

O objetivo é compartilhar a experiência do Acre, que pode servir de inspiração para o desenho desses regimes em outros lugares.

O evento de lançamento da publicação aconteceu às 9h da manhã desta sexta-feira (28), na Biblioteca da Floresta, em Rio Branco, Acre.

Leia a publicação neste link.

Leia também

Reportagens
23 de setembro de 2010

Floresta em pé, água abundante

Ações de pagamentos por serviços ambientais mostram a prefeituras e produtores como vale a pena investir na preservação.

Colunas
28 de setembro de 2012

“Apropriação verde” não passa de ideologia

Sem fatos e com uma visão ideológica, intelectuais ingleses publicam artigo que compara a chamada economia verde com o neocolonialismo.

Salada Verde
15 de outubro de 2021

GLO ambiental não será renovada, anuncia Mourão

A operação acabou nesta sexta-feira (15). Atuação de militares não resultou em diminuição do desmatamento na Amazônia, mesmo com efetivo e orçamento maiores que dos órgãos ambientais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta