Notícias

WWF publica estudo sobre incentivos por serviços ambientais

Documento lançado nesta sexta-feira aborda a experiência do uso da ferramenta de incentivos feito no Acre, em parceria com o governo local.

Redação ((o))eco ·
28 de junho de 2013 · 11 anos atrás
Acre, Brasil.  Foto: © Pedro França/MinC
Acre, Brasil. Foto: © Pedro França/MinC

A WWF-Brasil, em parceria com o governo do Acre, lançou na manhã desta sexta-feira (28) a hoje a publicação “O Sistema de Incentivos por Serviços Ambientais do Estado do Acre”, estudo que aborda a experiência do estado do Acre ao explorar ferramentas que incentivam a manutenção da floresta em pé.

O pagamento monetário para a manutenção de florestas é um incentivo econômico para a série de benefícios da manutenção desse ecossistema, como equilíbrio climático, fixação de CO2 feito pelas árvores e plantas, preservação de rios e encostas. No Acre, há 14 anos o governo estadual começou a implementar uma série de políticas socioambientais de modo a incentivar o uso sustentável da floresta.

É essa experiência que o estudo analisa, identificando os processos de construção do programa estadual, que inclui o regime de REDD (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal), cujo desenho é considerado um dos mais avançados do mundo.

O objetivo é compartilhar a experiência do Acre, que pode servir de inspiração para o desenho desses regimes em outros lugares.

O evento de lançamento da publicação aconteceu às 9h da manhã desta sexta-feira (28), na Biblioteca da Floresta, em Rio Branco, Acre.

Leia a publicação neste link.

Leia também

Reportagens
23 de setembro de 2010

Floresta em pé, água abundante

Ações de pagamentos por serviços ambientais mostram a prefeituras e produtores como vale a pena investir na preservação.

Colunas
28 de setembro de 2012

“Apropriação verde” não passa de ideologia

Sem fatos e com uma visão ideológica, intelectuais ingleses publicam artigo que compara a chamada economia verde com o neocolonialismo.

Salada Verde
12 de junho de 2024

Em evento de transição ecológica, Lula defende exploração de petróleo na margem equatorial

Nova presidente da Petrobras diz que “país perdeu 10 anos” ao atrasar exploração e que a estatal prepara ação para convencer área ambiental do governo

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.