Notícias

Copa do Mundo das áreas protegidas: Colômbia

Nos confrontos entre Brasil e Colômbia, a seleção canarinho domina as quatro linhas. Quando se trata de parques a vitória é bem mais apertada.

Rafael Ferreira ·
18 de junho de 2014 · 7 anos atrás

Nos confrontos entre Brasil e Colômbia, a seleção canarinho domina as quatro linhas: descontando empates, fomos vitoriosos em 15 dos 24 embates, enquanto nossos vizinhos só podem comemorar 2 vitórias.

No entanto, quando tratamos de áreas protegidas, a disputa fica mais acirrada. Ganhamos, mas por pouco. O Brasil conta 26% do seu território em áreas protegidas, a Colômbia conta 21%. São 639 áreas protegidas que englobam áreas sob administração particular e governamental (em todas as esferas), o Sistema Nacional de Áreas Protegidas (SINAP).

O destaque do SINAP, em nível nacional é o Sistema Nacional de Parques Naturais (SPNN), que engloba 56 parques naturais que cobrem uma área de cerca de 12,602,320.7 hectares e respondem por mais de 11,04% do território.

O mais antigo destes parques é o Parque Nacional Natural Cueva de los Guácharos (PNN Caverna dos Guácharos), criado em 1960. O primeiro Parque Nacional Natural criado na Colômbia foi construído com apenas 700 hectares, 600 dos quais graças a uma doação da família Diaz, uma das duas primeiras famílias que chegaram à região décadas antes. A intensa ocupação da terra por particulares cedeu em 1975, a fim de permitir a autorregulação ecológica dos guácharos (Steatornis caripensis). Com esta medida a superfície do parque pode ser expandida para os atuais 9000 ha.

Desde então, o parque se notabilizou por ser declarado pela UNESCO como Reserva da Biosfera e também local de descoberta de uma nova espécie de carvalho, exclusiva do Colômbia: o carvalho preto ou roxo (Colombobalanus excelsa), encontradoem um lugar conhecido como a Oak Grove, no caminho de acesso às cavernas.

O Parque Nacional Natural Sierra de Chiribiquete é o maior dos parques colombianos em extensão e um dos maiores parques do mundo. São, desde agosto de 2013, 2.782.353 hectares que incluem as montanhas Serrania de Chiribiquete e as planícies circundantes, cobertas por floresta tropical úmida, savanas e rios. A região de Chiribiquete é considerada um hotspot de biodiversidade, de acordo com a IUCN: lá foram identificadas 41 espécies de répteis, 49 de anfíbios, 45 de aves e 209 espécies de borboletas. Além disso, também é um importante sítio arqueológico para a Colômbia: a área do parque foi território tradicional da  etnia aborígene conhecido como Karijona e ainda é possível observar pinturas deixadas nas paredes.

Mas, apesar da história e dimensão dos parques anteriores, o parque mais popular – em 2013, atraiu 50% dos viajantes que escolheram visitar os parques nacionais colombianos – é o Parque Nacional Natural Islas Corales del Rosario y San Bernardo. Localizado na Região Caribe da Colômbia, este parque é predominantemente de áreas marinhas. Nele estão incluídas quatro ilhas com ecossistemas únicos e variados, como recifes de coral, pântanos, manguezais, florestas tropicais secas, praias arenosas e costas rochosas. A maior parte da vida selvagem é marinha e abriga 170 espécies de peixes, 52 corais, 25 esponjas, centenas de moluscos e crustáceos.

Veja abaixo estas e outras  das figurinhas carimbadas das unidades de conservação da Colômbia.

PNN Tayrona
PNN Tayrona

Se você quiser torcer para o Brasil neste campeonato de áreas protegidas, acesse o WikiParques e conheça mais sobre as unidades de conservação de nosso país. O WikiParques é um site interativo dedicado aos cidadãos que querem compartilhar seus conhecimentos, explorar e debater sobre nossos Parques Nacionais e áreas protegidas. Colabore para proteger.
 

Leia também
Copa do Mundo das áreas protegidas: Austrália
Copa do Mundo das áreas protegidas: México
Copa do Mundo das áreas protegidas: Irã
Copa do Mundo das áreas protegidas: Honduras
Copa do Mundo das áreas protegidas: Grécia
Copa do Mundo das áreas protegidas: Chile
Copa do Mundo das áreas protegidas: Croácia
Áreas protegidas do mundo em incríveis fotos 360°

 

 

Leia também

Notícias
2 de dezembro de 2021

Com maioria no Conama, governo federal impõe mudanças no CNEA

Conama aprova alterações no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas e impõe mais burocracia e custos para a participação da sociedade civil no conselho

Reportagens
2 de dezembro de 2021

Secas recorrentes afetam a capacidade de recuperação da Floresta Amazônica, alerta estudo

Nas últimas duas décadas, a Floresta Amazônica tem sido impactada por secas cada vez mais intensas e frequentes. As mais severas ocorreram em 2005, 2010 e 2015

Notícias
1 de dezembro de 2021

Amazônia acumula 73 mil focos de incêndio em 2021, segundo dados do INPE

Há menos de uma semana, Bolsonaro voltou a afirmar que “floresta úmida não pega fogo”. Número de queimadas no Pampa segue em alta

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta