Notícias

Unidades de Conservação do Rio reabrem com restrições

O Instituto Estadual do Ambiente divulgou critérios para a abertura do parques estaduais da Serra da Tiririca e da Pedra Branca. Visitas serão agendadas

Marcos Furtado ·
17 de agosto de 2020 · 4 anos atrás
A Pedra do Elefante, com 412 metros de altitude, é o ponto mais alto do Parque Estadual da Serra da Tiririca e também da cidade de Niterói, continuartá fechada ao público. Foto: Duda Menegassi/WikiParques.

Localizada no Parque Estadual da Serra da Tiririca, a trilha com acesso ao Costão de Itacoatiara e à Enseada do Bananal foi aberta ao público no sábado (15). Para evitar aglomerações, os frequentadores devem realizar o agendamento de visitas para dias de fins de semana e feriados.  A liberação foi divulgada pelo Inea na última quarta-feira (12). Além disso, o instituto adverte que o caminho será fechado em dias de chuva. O Monte das Orações, o Morro das Andorinhas e a Pedra do Elefante permanecerão fechados.

O comunicado ainda fala que a trilha da Pedra do Telégrafo, no Parque Estadual da Pedra Branca, poderá receber visitação no final do mês de agosto, a partir do dia 29. Assim como na Serra da Tiririca, os visitantes devem marcar com antecedência os passeios realizados aos sábados, domingos e feriados. Em casos de chuva, eles serão remarcados. Além disso, todas as cachoeiras, as pedras do Quilombo e do Osso e o Açude do Camorim permanecem fechados.

“Permanece suspensa a visitação em pontos turísticos até que o instituto estabeleça e divulgue a capacidade de público que cada localidade poderá receber. Seguem proibidas as atividades de lazer e esportivas que impliquem a permanência do visitante nos atrativos e pontos turísticos. Fica suspensa a visitação às comunidades tradicionais que declararem formalmente a opção de permanecer fechadas ao turismo, a fim de evitar a propagação do novo coronavírus entre seus moradores”, diz o Inea, em nota.

Além disso, o instituto declara que os passeios devem seguir as medidas de segurança, como usar a máscara de proteção facial, respeitar a distância mínima de dois metros e ter até dez pessoas por grupo.

 

Leia Também 

Projetos financiados pelo Fundo da Mata Atlântica poderão ter cortes de até 17%

 

  • Marcos Furtado

    Escreveu para ((o))eco, Estadão, Folha de SP, Colabora. Ganhou o Prêmio Santander Jovem Jornalista e teve o 3º lugar em concurso do ICFJ

Leia também

Reportagens
16 de abril de 2020

Projetos financiados pelo Fundo da Mata Atlântica poderão ter cortes de até 17%

Reajuste e revisão dos contratos está negociação junto com a empresa que faz a gestão do Fundo. Cortes devem chegar a 9 milhões no ano

Notícias
24 de julho de 2024

Os tubarões-martelo estão de volta ao arquipélago de Alcatrazes!

Pesquisa registra aumento do avistamento de tubarões-martelo no Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes, no litoral norte de São Paulo

Análises
24 de julho de 2024

Portão do Inferno, um risco para o país

Governo de MT sinaliza que aguardará fim do Festival de Inverno para iniciar desmonte de parte do paredão do Parque da Chapada dos Guimarães. ICMBio diz que obra pode inviabilizar funcionamento da UC

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.