Reportagens

Dia 09 – 10 de Setembro de 2007

Pesquisadores começam a se despedir da expedição. O Pasárgada é rebocado para o Pontal de Paranapanema, mas ainda falta uma noite de boas histórias antes de voltar para casa.

Laury Cullen · Fernando Lima ·
20 de setembro de 2007 · 14 anos atrás

Dia de preparativos. Assim que acordamos começamos a organização para, mais uma vez, desmontar o mastro. Tarefa que, com a recém-adquirida prática, estamos fazendo rapidamente. Desta vez foi completo. Todos os cabos e encaixes, velas, tudo retirado e devidamente guardado para a viagem de volta por terra. Uma última missão à cidade para conseguir pneus velhos para a acomodação do barco na carreta, alguns mantimentos, almoço e tudo pronto. Nosso amigo Kauê, que muito nos ajudou na última etapa e enriqueceu a expedição com valiosas informações e contatos, deixou a expedição no fim da tarde, seguindo de ônibus de volta a Guaíra. Um sentimento de melancolia tomou conta do ar no fim da tarde, enquanto assistíamos a bordo do Pasárgada a silhueta de nosso amigo desaparecendo ao longe. Ficamos aguardando a chegada de Gérson, que recentemente havia trazido o veleiro Pasárgada de Porto Alegre. Ele já estava a caminho com o reboque que nos levaria de volta ao Pontal do Paranapanema e, enquanto esperávamos, ficamos a observar bucolicamente os pescadores nas margens do rio no início da noite. Gérson chegou e já queria adiantar o trabalho do dia seguinte, mas achamos melhor retirar o barco da água com a luz do dia. Após um jantar na cidade, regado a muitas histórias e “causos”, voltamos ao merecido descanso para reunir forças para o dia em que o Pasárgada iria deixar as águas do rio Paraná.

Leia também

Notícias
21 de janeiro de 2022

Em discurso de pré-candidatura, Ciro Gomes defende economia de baixo carbono

Durante a Convenção Nacional do PDT, o pré-candidato diz que a pauta ambiental é um instrumento de proteção dos ecossistemas e uma oportunidade de investimento

Análises
21 de janeiro de 2022

O Agro quer seguro rural, mas precisa mesmo é do Código Florestal

Sem cumprir as leis ambientais e sofrendo com mudanças climáticas, lideranças do Agro se mobilizam para ampliar o seguro rural com dinheiro público. Rios e florestas seguem em agonia. Moro já aderiu

Reportagens
21 de janeiro de 2022

Brasil registra recorde de extremos de chuva no início do verão

Entre 1º e 31 de dezembro de 2021, a equipe técnica do Cemaden emitiu 516 alertas de risco de desastres, como deslizamentos, inundações e enxurradas, para os 1.058 municípios monitorados

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta