Reportagens

Mais reservas urgente

O ecólogo Philip Fearnside, do INPA, acredita que as promessas de redução de 80% do desmatamento até 2020 são inconsistentes. A melhor estratégia é criar mais unidades de conservação

Andreia Fanzeres ·
23 de setembro de 2009 · 13 anos atrás
Philip Fearnside. Foto: Sudio D.

O ecólogo Philip Fearnside, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), acredita que as promessas de redução de 80% do desmatamento até 2020 são inconsistentes e insistiu que a melhor estratégia para lidar com as ameaças ao bioma é a criação de mais unidades de conservação. Segundo ele, a oportunidade tem que ser aproveitada agora, ainda mais no oeste do Amazonas, onde já existem planos de construção de estradas secundárias a partir do asfaltamento da BR-319, ameaçando diretamente o que resta de mais bem conservado da Amazônia.

Escute abaixo a entrevista:

Leia cobertura completa do CBUC 2009 em http://www.oeco.com.br/cbuc-2009 ou no Twitter

  • Andreia Fanzeres

    Jornalista de ((o))eco de 2005 a 2011. Coordena o Programa de Direitos Indígenas, Política Indigenista e Informação à Sociedade da OPAN.

Leia também

Notícias
27 de maio de 2022

São Paulo registra duas décadas de poluição do ar acima do recomendado pela OMS

Em alguns pontos da cidade, concentração de poluentes foi quatro vezes maior do que o indicado, mostra estudo. Poluição mata 7 milhões de pessoas por ano no mundo

Notícias
26 de maio de 2022

Conexão de trilhas e pessoas embala 1º Congresso Brasileiro de Trilhas

Evento que começou nesta quarta (25) e se estende até domingo, em Goiânia, conta com mais de 1.500 inscritos para discutir e fomentar a implementação de trilhas no Brasil

Salada Verde
26 de maio de 2022

A proposta de restaurar 900 campos de futebol de Mata Atlântica em dois anos

Projeto teve início no primeiro semestre de 2022 e seguirá até dezembro de 2023, com a proposta de restaurar 886.3 hectares de vegetação, sendo 720.8 em áreas de RPPNs e 165.5 em regiões do entorno

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta