Reportagens

Das complexidades da conservação

Para professor da Unicamp, boas estratégias de conservação precisam reconhecer que os ecossistemas naturais dependem de “interações entre organismos”. Ouça

Aldem Bourscheit ·
23 de setembro de 2009 · 13 anos atrás
Thomas Lewinsohn. Foto: Sudio D.

Se você acha que o aumento da temperatura planetária é a maior ameaça à biodiversidade, pode tirar seu cavalinho da chuva. Conforme o professor de zoologia Thomas Lewinsohn, da Universidade de Campinas, outros fatores devem ser incluídos nessa conta, como o próprio aumento na quantidade de gás carbônico na atmosfera, elevação dos níveis de hidrogênio, recrudescimento de problemas com espécies invasoras e mudanças no uso do solo por desmatamento e queimadas. “Os efeitos desses processos não são independentes e podem ter efeitos surpreendentes sobre as espécies”, disse.

Uma planta encontrada no Cerrado, a arnica-do-mato (Chromolaena odorata), tornou-se uma grande invasora de regiões na América do Sul. Com base nas características climáticas dos locais onde sobrevive, um time de pesquisadores encabeçado por Lewihson projetou onde ela poderia ganhar ainda mais espaço em porções da Ásia, Oceania e África.

“Descobrimos áreas de grande risco para sua instalação, onde ela pode se tornar uma praga importante com o aumento da temperatura”, comentou. Mas a descoberta mais interessante do grupo foi observar que abelhas e outros polinizadores deixavam de lado florestas nativas atraídos pelas intensas floradas da plantinha brasileira. “Esse fenômeno mostra uma invasão biológica que pode ganhar força com o aumento da temperatura e ameaçar florestas”, ressaltou.

 

Thomas Lewinsohn – Entrevista

Leia cobertura completa do CBUC 2009 em http://www.oeco.com.br/cbuc-2009 ou no Twitter

 

 

Saiba Mais
Consequências das mudanças climáticas globais na distribuição geográfica de espécies árboreaas arbóreas de Cerrado

  • Aldem Bourscheit

    Jornalista cobrindo histórias sobre Conservação da Natureza, Crimes contra a Vida Selvagem, Ciência, Comunidades Indígenas e ...

Leia também

Reportagens
23 de maio de 2022

Governo não fechou 645 lixões, como afirma Bolsonaro

Cruzamento de dados oficiais e consulta direta a prefeituras mostram ser falso principal anúncio da “agenda ambiental urbana” do governo

Notícias
20 de maio de 2022

Alto custo é principal barreira para visitação de parques

De acordo com estudo, alto custo da viagem, distância e falta de informações disponíveis são os principais obstáculos para visitação de parques naturais

Notícias
20 de maio de 2022

Presidenciáveis recebem plano para reverter boiadas ambientais de Bolsonaro

Estratégia ‘Brasil 2045’ propõe medidas para reconstruir política ambiental brasileira e fazer país retomar posição de liderança global em meio ambiente

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta